16 02 2017

5 motivos para Comprar de Quem Faz!

5 motivos pra comprar de quem faz

Não é de hoje que vocês sabem que eu amo a ideia de comprar de quem faz, não é mesmo? Sempre que posso falo sobre, divulgo o movimento, dou preferencia na hora de comprar. Hoje resolvi trazer um post listando alguns motivos pelos quais você deve comprar de quem faz! Para ilustrar o post e fazer você se apaixonar um pouquinho mais pela ideia, trouxe fotos de vários produtinhos que comprei de pequenos produtores e sou apaixonada!

Por que comprar de quem faz?

_DSC02341. Fortalece pequenos produtores

Quando você compra de quem faz, está comprando algo feito por gente como a gente. Gente que faz algo porque ama e, na maioria das vezes, gente pra quem aquele dinheirinho realmente vai fazer toda a diferença no final do mês. Você mostra que valoriza o trabalho daquela pessoa. Você está apoiando o sonho daquela pessoa.
Comprando de quem faz, quem realmente trabalhou na produção é beneficiado. Comprando de grandes empresas e multinacionais, na maioria das vezes, quem realmente trabalhou na produção tem um salário baixíssimo e você ainda corre o risco de estar colaborando com uma empresa que utiliza trabalho escravo.

_DSC02272. Fortalece a economia local

Vamos pensar: quando você compra de grandes empresas, na maioria das vezes o retorno financeiro nem no país vai ficar. Quando você compra de quem faz, o dinheiro vai diretamente pra essa pessoa e vai fazer girar a economia do seu bairro, da sua cidade, do seu estado, do país…
Como eu já disse no tópico anterior, quando compra de quem faz você está colaborando com alguém que realmente precisa daquele dinheiro no final do mês. Comprando de grandes indústrias, você está colaborando ainda mais para a concentração de renda.

_DSC02383. Incentiva estimula a produção artesanal e cultura

Em um mundo que cada vez mais substitui o homem pela máquina, comprar de quem faz é estimular a produção manual e não deixar que técnicas como o bordado, o macramê e tantas outras coisas incríveis se percam. É mostrar que você valoriza a cultura local!
Aqui, vale também pensar na lógica do patrimônio histórico imaterial: a forma como aquele produto é feito culturalmente importa!

Lingerie

4. Oportunidade de se aproximar do produtor

Quando você compra de quem faz, você tem a oportunidade de entender como aquilo é feito, porque é feito, de onde veio a ideia, desde quando é feito. Entender toda a história por trás do produto. Além de trazer muito conhecimento bacana, te faz ter um carinho especial por aquele produto: você sabe todas as dificuldades, inspirações, histórias que o produtor passou pra que aquele produto chegasse até você. É incrível!
P.s.: Pensei em uma série de posts “pertinho do produtor”, conversando com produtores artesanais sobre suas histórias, produtos e muito mais! O que acham?

_DSC0217
5. Produtos feitos com MUITO carinho – e, muitas vezes, sob encomenda! 

Acho que todo mundo que já comprou um produto artesanal entende a diferença, não é? Você sente que aquele produto realmente foi feito com muito carinho e cuidado, se encanta pelo trabalho de uma pessoa, percebe que é algo muito mais humano. Além disso, você tem a oportunidade de conversar com o produtor e, quem sabe, ter um produto do jeitinho que você imaginou ou que serve perfeitamente em você! Não tem nada melhor que poder escolher cada detalhezinho do produto que está comprando ou vestir pela primeira vez uma roupa feita sob medida, com o caimento perfeito pro seu corpo!

Compro de quem faz!

É isso! Esses são alguns dos meus motivos pra Comprar de quem Faz, quais são os seus? Me diga nos comentários! E se você apoia essa ideia, que tal compartilhar o post para nos ajudar a fazer ela chegar em todo o mundo? Contamos com a sua colaboração!

Pra quem tiver interesse, aqui vai a listinha de produtos fotografados (e não, esse post não é patrocinado!) com o site ou local de compra:

18 Comentários
09 02 2017

40 coisas em 100 dias II – Metas pra começar o ano bem!

_DSC0026

A primeira vez que participei do projeto 40 coisas em 100 dias, do blog DeClara, fiquei absurdamente feliz com o resultado (que vocês podem conferir aqui). Como já falei por aqui, me dou muito bem com essa ideia de metas a curto prazo e ver todas elas assim me dá uma motivação enorme pra parar de enrolar e fazer tudo! Por isso, resolvi embarcar no projeto de novo com novas metas pra começar 2017, a faculdade e novos projetos com o pé direito!

Dessa vez, estou começando a usar o Bullet Journal – em breve, post sobre – e estas metas já estão todas anotadinhas lá pra eu ter todas sempre a mão e poder checar sempre! Eu sei, já não estamos tão “no começo do ano”, mas concordo com o que muita gente diz que por aqui o ano só começa de verdade depois do carnaval… ou, no meu caso, no começo do período letivo! Hahah…E ainda não contei pra vocês, mas fui aprovada em Letras na UFMG e estou na lista de espera de jornalismo… ou seja, que venha essa nova fase com muita empolgação, inspiração e organização! Vamos às minhas metas?

40 coisas em 100 dias – II

Início: 09 de fev || Fim: 20 de mai

Blog:

1. Liberar 3 vídeos no canal
2. Postar 1 look do dia
3. Postar 3 receitas
4. Postar, no mínimo, 3 vezes por semana no Instagram
5. Aderir ao InstaStories/ usá-lo mais
6. Conhecer 5 blogs novos (Aceito sugestões!)
7. Atualizar a fan page com mais frequência
8. Fazer o post de comemoração de 6 anos do blog!
9. Fazer 1 post só com fotos feitas com o celular.
10. Resenhar aqui 1 filme, série ou documentário
11. Tirar o post “Fotógrafas que me inspiram” do rascunho
12. Post com dicas de fotografia

Estudos e Cultura:

13. Ler, pelo menos, 3 livros.
14. Resenhar 1 livro
15. Conhecer 1 novo museu
16. Conhecer 3 bandas/músicos novos (Aceito sugestões, também!)
17. Assistir 15 filmes (Preciso repetir sobre as sugestões?)
18. Ir a 1 show pelo menos
19. Me manter organizada na faculdade

_DSC0031

Rotina, beleza e saúde:

20. Hidratar o cabelo 3 vezes
21. Fazer unhas 4 vezes
22. Continuar bebendo 2 litros de água por dia
23. Não deixar o 2º furo tampar de novo
24. Passar protetor sempre que sair de dia
25. Não abandonar o Bullet Journal

Pessoal:

26. Fazer 1 almoço completo pra mim sozinha
27. Comprar 1 álbum pras fotos que revelei
28. Começar aulas de rua na auto-escola
29. Imprimir posters pros quadrinhos do meu quarto
30. Conhecer 2 restaurantes novos
31. Organizar meu notebook, selecionar e excluir o que não preciso mais
32. Encontrar meu pai pelo menos 1 vez
33. Chamar amigas pra conhecerem a casa nova
34. Fotografar mais com o celular
35. Divulgar meu trabalho como fotógrafa
36. Revelar fotos para o Livro de Receitas do Sítio
37. Começar a juntar dinheiro para a 50mm
38. Imprimir planner todo mês
39. Descobrir e ir a 1 brechó em BH
40. Fotografar a Santêra (também conhecida como “cerveja do João”)

Não vou ficar falando muito porque acho que todas as metas são bem “auto explicativas”, não é mesmo? Mas quero saber de vocês: Quais são as suas metas a curto prazo? Compartilhamos alguma? E você já conhecia o projeto 40 coisas em 100 dias?

6 Comentários
06 02 2017

O pôr-do-Sol em Nova Viçosa – BA

O Pôr-do-Sol em Nova Viçosa - BA

Primeiramente, gostaria de dizer que a pessoa que vos fala é uma péssima blogueira que não carrega a câmera pra todo o lado e que é incapaz de lembrar de fotografar as coisas com o celular. Além disso, faz quase 3 semanas que voltei de viagem e só agora vim mostrar um pouquinho pra vocês. Tenham paciência, e, quem sabe, daqui há um tempo eu aprenda o que não aprendi nesses quase 6 anos de blog. E, se quiser me ajudar nessa tentativa, que tal responder a Pesquisa de público do blog? Juro que é rapidinho! Mas vamos lá que tem muita foto linda pra ser mostrada e muita lembrança gostosa pra ser comentada!

No final do ano passado, mais especificamente dia 26, depois das deliciosas e saborosas comemorações do Natal, eu, o João e os pais dele pegamos estrada pra Nova Viçosa, na Bahia. O Ferrari, pai do João, tem uma casa lá com vários amigos e fomos passar a virada de ano lá.

Nova Viçosa é uma cidadezinha no sul da Bahia, e depois de muuuuitas horas de carro (parando pra dormir em Itambacuri no meio da viagem) chegamos à casa ainda vazia, só com 2 pessoas. O João riu e falou que eu ainda não tinha conhecido Nova Viçosa, porque com a casa vazia daquele jeito nem parecia que era o mesmo lugar… Alguns dias mais tarde eu entendi.

Conforme o réveillon se aproximava, a casa ia ficando cada vez mais cheia… muitas crianças e bebês fofíssimos, muito movimento, muita comida gostosa (peixe ❤❤), muita música… E os dias entre a agitação de casa cheia e a tranquilidade de férias na praia. Eu achei que ia cansar super rápido de tanta gente, até por morar sozinha com minha mãe, mas foram poucos os momentos que isso aconteceu e eu simplesmente deitava um pouquinho na nossa barraca e pronto!
_DSC0015
Todos os dias acordávamos, tomávamos café, íamos pra praia,  ficávamos lá comendo, conversando e nadando até a hora do almoço… Voltávamos pra casa pra comer a comida deliciosa da Caçula ❤ e deitávamos na varanda, que virava um dormitório gigante. Ficávamos lá horas curtindo preguiça, lendo, cochilando, tomando picolé, brincando com as crianças, mordendo os bebês, e, quando o Sol da Bahia já não estava castigando tanto mais, voltávamos pra praia. E aí, pouco depois, entre mais comida, banhos de mar e jogos de vôlei, acontecia o que mais me encantou nessa cidade, nessa viagem: o pôr-do-Sol. E cês me desculpem pela quantidade de fotos dele, não pude resistir.
_DSC0023
_DSC0036
_DSC0176
_DSC0204

A noite, íamos pro Centro da cidade comer churrasquinho, hambúrguer, pizza e churros -na verdade, a comida variava, mas o churros era regra hahahah… Depois, algumas vezes andávamos pelas barraquinhas, íamos tomar a cachaça do Seu Bibi, voltávamos até perto da casa andando e íamos pra praia ficar deitados vendo o céu… Falando nisso, que céu! Nunca tinha visto tantas estrelas, estrelas cadentes e até um OVNI que gera discussão na turma até hoje hahhah… Adoramos brincar com o aplicativo Skyview lá e conseguir identificar as Constelações, planetas… E teve até um dia que teve luau na praia com direito a fogueira, música… só com o pessoal da casa!

Poucos dias depois da virada do ano, fizemos um passeio de barco delicioso – sou suspeita, eu simplesmente amo estar em um barco, sempre. Novamente, só com gente da casa e pra uma ilhazinha linda… Que não sei o nome, hahah! Estávamos lá tranquilos tomando banho de rio ~que tem água salgada pela proximidade com o mar~ quando de repente… aparece um porco! Hahahah… nunca imaginei que veria um porco na praia! Ele chegou, deitou na água, ficou uns 5 minutos… Depois sua companheira veio também e os dois foram andando ela beira da praia pra longe… Depois, um menininho apareceu e tocou eles… descobrimos que são do tio desse menino que vive lá!
_DSC0081
_DSC0117
_DSC0120 
_DSC0141

_DSC0148

Quando eu achava que o pôr-do-Sol não podia ficar mais bonito, ele resolveu vir acompanhado da Lua cheia! Basicamente, no último dia que ficaríamos lá, enquanto o Sol se punha de um lado da praia, a Lua nascia do lado oposto! Obviamente que fiquei até boba com essa cena… Mas aproveitei pra tirar muitas fotos, e até um videozínho rendeu! (Assim que terminar de upar no youtube coloco aqui, hahah!). Vou finalizar esse post assim, com as fotos do clima bom e feliz que esse último dia de praia deixou… Não se esqueçam de me contar o que acharam das fotos e me contar como foram as férias de vocês!

_DSC0239
_DSC0266
_DSC0274
_DSC0279
_DSC0297

1 Comentário