20 06 2017

Mas a minha vida não é clean – ou reflexões sobre um feed colorido

Mas minha vida não é clean

Não vou ser hipócrita e negar: em meio a toda essa onda de minimalismo e feed clean, já tentei me adaptar também. Já quis um feed branquinho, cheio de flatlays e comidas bonitinhas. Mas minha vida não é clean. Minimalista até passa- nunca estudei a ideia o suficiente, mas diria que nunca fiquei muito longe. Clean? Não.
Minha vida tem fruta colhida no pé, flor nova que encontrei ontem e o vestido de arco-íris que comprei no verão retrasado. Tem pé no chão, criança lambuzada de sorvete, comida que não é bonitinha mas dá quentinho no coração. Tem cachoeira sempre e até praia de vez em quando. Tem um tanto de matinhos – se você também nunca se encantou com algum por aí, minha dica é prestar mais atenção por onde anda, você com certeza está perdendo muitas das bonitezas que a tal da mãe natureza reservou pra gente.

Mas minha vida não é clean

Tem mil pratos diferentes porque não tem cara de casa se os pratos são todos iguais. O mesmo vale pras canecas e copos, e descobrimos recente que não temos mais xícaras de chá – complicou na hora de fazer mais uma das nossas receitas.
Tem as mil cores do céu que dona Morte já fez o favor de citar no meu livro favorito – faço questão também de reparar em todas. E preciso lembrar de anotar pra lembrar de fotografar o pôr-do-Sol da janela do meu quarto… Tem sido um show particular nesses dias frios.
Minha cama não parece de hotel com mil almofadas e colcha branca, mas a manta Paraíba ta sempre aqui mantendo o calor e o aconchego e tem ainda minha coberta de infância que não largo por nada. As almofadas? Já quase desisti, nunca lembro de comprar uma praquela capa linda que ganhei. Nem preciso citar que a cama tá sempre bagunçada e a colcha só é estendida em dia que vem visita, né? Se for gente de casa pode cancelar esse evento. As linhas das mandalas que teço? Quanto mais cores, melhor!

Mas minha vida não é clean
Minha gente é toda colorida e na foto nem parece harmônico, mas juro: na vida é. Ou pelo menos rende umas boas risadas. O meu restaurante favorito tem grafites nas paredes. Os outros do top 3 são cheios de madeira, vidros, ferro e tijolinho.
Eu até já quis um feed branquinho, mas a minha vida é verde, laranjada, vermelha, amarela, azul, roxa. Até o céu dessa madrugada está rosado – e quando o texto for postado, provavelmente estará num lindo azul que só o céu de inverno sabe ter. A única coisa branca que consigo lembrar agora é a parede do banheiro que a gente pintou ouvindo musica Latina, então por algum motivo me lembra cores também.
Fiquei feliz outro dia quando disseram que meu feed é muito bucólico. E na aula de inglês descobri a palavra “idyllic” que vira idílico e que amei o significado também- “pleasing or picturesque in natural simplicity“, pra quem prefere manter no português, “Agradável ou pitoresca em simplicidade natural”-me identifiquei bastante. Tem tanta palavra legal pra definir um feed – e a linda possibilidade de  simplesmente não definir- que não tem motivos para limitar minha vida ao clean.

Mas minha vida não é clean...

25 Comentários

25 Comentários em "Mas a minha vida não é clean – ou reflexões sobre um feed colorido"

  1. Aninha disse:

    Ai que texto maravilhoso de ler, haha. Eu também não consigo ter feed limpinho, branquinho e tudo mais. Confesso que nem tentei porque esse estilo está longe de ser minha cara, rs. Gosto de cores, saturação, flores, vida! Melhor coisa que tem é você fazer um feed sincero, com fotos que você tirou do cotidiano, sinceras, do seu jeito. Seu feed é MARAVILHOSO! Continue assim ♥

    Beijocas!

    [Reply]

  2. Lariz Santana disse:

    Que texto incrível ♥ Eu já pensei em ter um feed clean, que é todo lindinho em alguns igs que sigo, mas não combina nada comigo. Eu fiquei olhando em volta, meu quarto, minha casa, meu quintal… de clean não tem nada. Eu amo tudo colorido, e minhas fotos preferidas são as mais espontâneas, inesperadas… pra que esconder essa beleza que faz parte da minha vida? Obrigada mesmo por esse post ♥

    [Reply]

  3. Nossa, me identifiquei demaaais! Já tentei ter um feed organizado e no mesmo estilo, mas desisti depois de perceber o quão limitada eu estaria. Hoje vejo meu insta como um grande álbum, cheio de memórias e sentimentos guardados, algo que realmente represente quem eu sou.

    [Reply]

  4. Ameeei o texto. Muito lindo e bem escrito. Além das fotos que são maravilhosas 😍😍

    [Reply]

  5. Amei seu texto e concordo muito contigo. Já tentei ter um feed branquinho por ficar encantada com a harmonia de feeds assim, essa minha organização durou por apenas 5 fotos, fiquei muito decepcionada por um tempo. Depois de um tempo vi que minha vida e personalidade é um tanto louca e nem teria como o meu feed refletir algo que não sou. Hoje sou feliz com meus matinhos, pôr do sol vermelho, cabelo vibrante e fotos ao mesmo tempo em tons azulados frios. Acho que um dos melhores feeds são aqueles que refletem o dono e não algo que ele queira apenas representar e não é.
    Gostei muito do seu post <3

    [Reply]

  6. Vanessa disse:

    Que texto maravilhosooooo <3 e necessário!
    Eu nao sou muito antenada em nada, sabe? Entao sempre que tem alguma tendência de alguma coisa sou a última a saber hahaha, por isso nao sabia sobre feeds clean. Eu acho que faz todo sentido se esse é o estilo de fotografia da pessoa, mas se forcar a entrar nessa padrao nao é bacana. Primeiro que fotos precisam de identidade, senao sao meras cópias, cliques sem sentido e sentimento. Fotografias têm que contar histórias e nao apenas congelar uma cena.
    Eu definitivamente nao conseguiria me encaixar a ideia clean. Minhas fotos tem muitas cores, geralmente cores fortes. Claro que eu acho estilos totalmente diferentes do meu bonitos também, mas nao consigo me expressar assim nas minhas fotos, nao sou eu, entende?

    [Reply]

  7. Bárbara disse:

    Laura, não poderia concordar mais com você. Eu acho visualmente lindo esses feeds no instagram branquinhos, clean e tal, mas qual o propósito de todo mundo ter um feed igual? Sei lá, eu também tento combinar as fotos entre si pra ter uma harmonia visual, mas nunca encanei muito nesse tal de feed da moda porque é só isso, uma moda, né? O importante é nos expressarmos da maneira que queremos, seja com cores, sem cores, com luz ou sem. Amei o post!

    [Reply]

  8. Bruna disse:

    Lindo texto e as fotos nem se fala *–*
    Também já tentei ter um feed clean e depois percebi que eu tava era indo atrás de estress, não ia valer à pena.
    Decidi ser eu mesma no instagram, fazer por amor, arrumar no máximo pensando quando colocar aquela foto que foi tirada num momento feliz, num momento colorido, não que feeds cleans não venham de pessoas felizes, mas MINHA vida feliz não produz um feed clean ><
    Adorei!
    beijos
    Neoguedes

    [Reply]

  9. Que texto maravilhoso, já tentei o Feed branquinho, o Feed rosa e vermelho mas percebi que cada hora quero uma coisa, cada hora tô com uma vibe diferente e comecei a dar mais importância pra isso, não nego que tento manter a harmonia pq isso me satisfaz mas desencanei do lance de Feed Cleane ou de um feedback focado em uma coisa só, a gente esquece que clean ou colorido o legal é que ele nos represente. Amei muito ❤

    [Reply]

  10. Que reflexão linda! ❤ Eu já lutei contra mim mesma nessa onda de feed organizado. Também me dei conta que não funciona pra mim, até porque o instagram é meio meu diário. A pressão acaba não me fazendo bem, então desencanei.

    [Reply]

  11. Que coisa boa pra ler! <3 Eu sempre amei cores e a vida super colorida, minha casa é assim e é assim mesmo que eu quero ser, colorida, alegre e doida. Mesmo se eu tentasse um feed clean, não conseguiria. Até acho bonito mas nunca pensei em ter um, gosto de tudo bagunçado e cheio de felicidade! <3

    [Reply]

  12. Taís disse:

    Laura, que texto mais maravilhoso <3
    Amei muito sua reflexão e o modo que você compartilhou seu ponto de vista sobre os feeds mais clean. Eu sempre tento deixar meu feed harmonico, mas assim clean, todo branquinho, acho que nunca vou conseguir, porque minha vida e os lugares que passo tb são assim, cheio de cores.
    Parabéns pelo texto, quero guardar num potinho!

    [Reply]

  13. Thaís disse:

    Eu salvei esse texto ou esse texto me salvou? Guria, eu já tive a pira do feed arrumadinho, de deixar de postar uma foto de um momento instantâneo e bacana só porque ia atrapalhar a arrumação. Agora eu nem ligo, afinal, do que serve um lugar aonde eu não posso postar e retratar um pouco mais de mim? Não tenho uma vida perfeitinha, e acho um saco me policiar e não poder postar as fotos na hora que eu quero.
    Adorei, adorei e adorei a reflexão.

    Um beijo!
    http://www.janeladesorrisos.com

    [Reply]

  14. Carla Mattos disse:

    Que texto PER-FEI-TO!!! Sério! Não conseguiria imaginar melhores palavras pra descrever um feed lindo, realista e feliz, assim como você demonstra ser. Eu já pensei também em ter um feed clean, mas não consigo me identificar com isso. Uma foto ou outra com fundo branco até vai, mas sem cores não dá, não sou eu. Amei, amei, e repito..amei!

    [Reply]

  15. Carol Rocha disse:

    Eu não cheguei a entrar nessa onda do feed clean por motivos de: celular péssimo pra tirar fotos que desanima a gente. E por isso não atualizo meu feed há séculos.
    Mas adoro ver as fotos do povo e fico horas lá no insta. Mas vou te falar, chega uma hora que parece que todas as fotos são da mesma pessoa! Acho tão frio e impessoal (apesar de ter que confessar que algumas ficam realmente muito lindas!).
    Sinto essa falta de cores, de vida!
    Simplesmente AMEI seu post, acho que todo mundo deveria ler.

    Beijos
    Ei Carol!

    [Reply]

  16. Aline Callai disse:

    Laurinha, que texto maravilhoso! Confesso que eu tento ter um feed clean mas nunca consigo porque sempre tem um céu lindo, uma florzinha, meus pets pedindo para serem fotografados haha
    Super concordo com você, o nosso feed tem que passar a nossa personalidade né? E realmente a vida não é clean (e se fosse, seria muito chata haha)
    Amei!
    Beijos

    [Reply]

  17. Julia disse:

    AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH, EU SALVEI ESSE POST OU ELE ME SALVOU? Nunca li tanta coisa real em um post só, expressou tudo o que eu tinha vontade de dizer. Serio!
    Acho que meu dever é espalhar esse mundo para o mundo (pelo menos no meu mundo)

    [Reply]

  18. Ai Laura que texto mais perfeito. Eu me senti completamente representada por ele. Fiquei um tempo sem postar no Insta porque estava meio que decepcionada com meu feed, por ele não ser branquinho e clean. Ele é uma bagunça na verdade. Mas a minha vida é essa bagunça de cores e formas, e é maravilhosa assim. Eu também não arrumo a cama, e uso sempre a desculpa de que li em uma pesquisa que isso reduz os fungos, hahah
    Amei tudo o que tu escreveu, ta lindo <3
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    [Reply]

  19. KARINE disse:

    que texto mais amor, laura ♥ eu amo feeds claros e minimalistas, mas porque -principalmente- eu tenho isso na minha personalidade desde sempre, muito antes dessa ~onda, muito antes de armário cápsula. o preto e cinza sempre fizeram parte da minha vida (mesmo eu não notando isso) e me faziam sentir melhor (quando se trata de roupas). ter um feed colorido que retrata sua vida como ela é, de verdade, é a melhor coisa que você pode fazer, já que assim você coloca sua real personalidade daquilo, o que é muito mais valioso do que modismos, né? amei o post 🙂

    [Reply]

  20. Clara Rocha disse:

    Acho que temos um cerebro conectado, eu estava pensando justamente sobre isso esses dias (e pensei em fazer um post pro blog, acredita?) sobre como ter um feed minimalista no instagram pode gerar frustrações se sua vida não é desse jeito. Não adianta tentar buscar ter tudo branquinho se você gosta do colorido. É muito difícil a gente se manter fiel a quem somos e aos nossos gostos, mas só quando o fazemos é que somos verdadeiramente felizes. ♥
    Obrigada por compartilhar um texto tão lindo com a gente. E bem sincero também.

    [Reply]

  21. Que lindo. Acabei de ler um outro post sobre instagram e repito aqui meu comentário. A vida não é como no Instagram. O que aprece por lá é uma parcela mínima da vida de alguém. Não vou negar que tento manter as coisas por lá clean, mas não deixo de postar uma foto linda com minha família só porque o fundo está estranho.

    Vidas em Preto e Branco

    [Reply]

  22. Joice disse:

    Oi, Laura. Tudo bem? Descobri seu blog há mais ou menos uma semana e desde então estou por aqui lendo, lendo e relendo. Primeiramente: seu blog é um encanto! Inspirador.
    Segundo: Esse post vai muito de encontro ao que penso.
    Eu sempre “briguei” por essa questão em grupos de Instagram no Facebook. Um feed clean é lindo (e eu amaria ter um, sem hipocrisia) já tentei ter um, mas não rola, não combina comigo. O meu feed é bagunçadinho tem de tudo um pouco, mas o seu eu achei lindo demais, amei as cores! ♥ E tudo tão original, gerou vários suspiros enquanto eu descobria seu mundo através do seu feed.
    Obrigada, por compartilhar um texto tão lindo com a gente.
    Beijo!
    http://feitobailarina.wordpress.com

    [Reply]

  23. Regina Kadov disse:

    Ai que obom que existam pessoas como você, meio contracultura, porque mesmo achando lindíssimos os feeds black and white, bem estruturados, minimal e coisa e tal, eu nunca me adaptaria a isso. E… cores melhores coisas e irei usá-las!

    [Reply]