fotografia

24 de março de 2016

Meu ângulo - Meu Corpo

O post de hoje traz pro blog um projeto fotográfico que é puro amor: O Meu Ângulo! Leiam um pouquinho sobre o projeto:

“Um projeto fotográfico criado para blogueiros apaixonados por fotografia, com a intenção de explorar a criatividade e ampliar os nossos conhecimentos, juntos, na hora de fotografar. Com temas mensais escolhidos em conjunto, prezamos sempre a personalidade e a identidade, buscamos colocar na fotografia não só o nosso olhar, mas a nossa alma.” -Carla Malheiros, criadora do MÂP

Faz tempos que faço parte do grupo, mas rolou uma pausinha lá no mês que entrei, no seguinte não tive tempo, em fevereiro quis MUITO participar – O tema era “sensações” -mas não consegui (bloqueio fotográfico, oi ?) e agora finalmente estou postando! Gosto muito da ideia e gostei de todos os temas que vi, acho que super vale a pena participar! Pra quem tiver interesse, é só entrar no grupo do facebook.

Quando vi o tema desse mês – que, inclusive, foi o que eu votei! – já pensei de cara em como queria minhas fotos: em preto e branco, bem claras… e já pensei de cara também nos malabarismos que ia fazer pra fotografar. Depois do tripé, percebi que preciso muito de um controle remoto também! Hahahahha… Enfim, consegui fotografar e fiquei até feliz com os resultados!

Meu Ângulo PhotoProject – Meu Corpo

Corpo

Sem título

Mãos

Pés

Tattoo

Autor Desconhecido

“Corpo é alado. Corpo é sentido.

Corpo não é pecado. Corpo não é proibido.

Fora do corpo não há salvação.

Corpo é Santo, não é perdição. “

– Autor Desconhecido.
Piernas

Pernas

O poema ali em cima escrito nas minhas pernas conheci há muito tempo, também numa foto em que ele estava escrito nas costas de um homem. Nunca descobri o autor (acreditem, já pesquisei muito) mas achei tão lindo que decorei. As outras fotos, bem… basicamente, eu. Espero que tenham gostado – do projeto, das fotos.

Não esqueçam de me contar o que acharam e, se participarem também, de deixar o link pra mim ver suas fotos também, ok? Até mais!

Você também vai gostar

    Dezembro entre mares e morros
    Junho é o melhor mês e eu posso provar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

27 Comments