Bullet journal

Bullet Journal de 2021: como eu me organizo

Desde que comecei a fazer meu bullet journal, lá no finalzinho de 2016, sempre trago um pouquinho dele pra mostrar por aqui. No ano passado, mostrei meu setup do bullet journal de 2020 e foi um post super acessado, muita gente trocou ideias sobre ele comigo e adorei a experiência… por isso, resolvi mostrar como […]

fotografiapessoal

4 de agosto de 2022

Junho sempre foi meu mês favorito, porque algo que reúne meu aniversário e festa junina não pode ser ruim, simples assim. Apesar de o mês ter começado caótico e cheio de preocupações por ter pegado covid, como contei no último post, ainda foi um mês incrível e cheio de momentos incríveis por aqui.

A Menina da Janela - Laura Nolasco

Por coincidência, o aniversário do João também é em Junho, 10 dias antes do meu, então é sempre um mês agitado por aqui – em um fim de semana comemoramos o aniversário dele, no seguinte o meu.

Aniversários juninos

Pra esse ano, depois dos dois anos quietinhos por causa da pandemia e dos 15 dias de isolamento no começo do mês, o João resolveu reunir amigos com caldos, canjica, quentão e fogueira para o aniversário dele. Nem preciso dizer que é meu tipo favorito de festa, né?

Como o aniversário dele caiu em um feriado, na quinta-feira ele fez também um lamen, que já me deixou com saudades enquanto selecionava essas fotos e escrevia aqui… Que troço que ficou delicioso!

Minha mãe e minha tia também aproveitaram o feriado pra ir pro sítio com a gente, então foram dias bem gostosos pra curtir entre amigos e família.

E esse climinha frio e comida feita a muitas mãos é algo que eu também amo, mas que é ainda mais a cara do João…

Não tinha vela pra cantar soprar, então no fim do parabéns a gente improvisou com um pedaço de lenha 😅

Teve fogueira, forró e muuuuuuuuuita comida, porque só assim pra esquentar do frio que tava fazendo. No fim das noites, dava pra ver todo mundo amontoado ao redor do fogão à lenha – do jeitinho que tem que ser! E pra não dizer que eu fiquei só por trás das câmeras…

No fim de semana seguinte, no dia 25 de junho, foi a minha vez de completar anos: pra ser exata, 24! Passei bastante tempo questionando se iria fazer algo ou não, porque alguns dos meus melhores amigos não estariam em BH na data…

Mas no fim das contas, resolvi ir para um lugar que eu gosto da comida e encontrar com dois amigos, botar o papo em dia e tomar umas caipirinhas para comemorar. Foi delicioso porque não nos encontrávamos há bastante tempo também.

No dia seguinte, minha irmã teve uma apresentação de dança (ela faz hip hop!) e fui assistir! Lá encontrei meu pai e meus irmãos e saímos depois pra comer e bater papo também, foi ótimo!

E por fim, pra fechar o fim de semana com chave de ouro, descobrimos que tava rolando um evento de sanfona brasileira em uma praça aqui de BH e fomos pra lá com alguns amigos. Acabei encontrando o pessoal do forró do cefet e foi ótimo, tinha aaaanos que eu não dançava tanto forró e me fez feliz demais fechar o fim de semana do meu aniversário assim!

Tava levemente obcecada com a combinação de cores desse look que tinha tudo que eu amo hahah

E foi isso! Comecei esse post ainda no fim de junho, mas foi tanta coisa acontecendo desde então que acabei abandonando… Mas não quis deixar passar, então vai atrasado assim mesmo!

Já tenho muita coisa nova pra contar e espero voltar em breve!

Você também vai gostar

    Frio e isolamento
    Reflexões e relatos do isolamento
    Taking Stock #14 – Faz tanto tempo!

pessoal

8 de junho de 2022

Depois de 2 anos trancada em casa por causa da pandemia, eu voltei a trabalhar com eventos e não deu outra: em 2 semanas, a covid me pegou. Não vou negar a culpa e a frustração que vieram junto – eu passei esses últimos 2 anos realmente muito comprometida com todos os cuidados que a pandemia exigiu e quando descobri que tinha sido contaminada e ainda passado também pro namorado e pra sogra, fiquei um tanto mal.

Mas é aquela coisa, né: uma hora ia precisar voltar a trabalhar e ainda bem que foi depois das 3 doses da vacina, nenhum de nós teve nada além de sintomas de gripe e já estamos todos nos últimos dias de isolamento.

Nesse tempo, acabei ficando trancada no quarto – porque, ainda bem, minha mãe não pegou covid mesmo morando comigo (ela fez 2 testes em dias diferentes, só pra garantir… os 2 negativos.) e tentei aproveitar o tempo, já que não estava passando mal nem nada (só nariz entupido e uma tossezinha meio chata).

Foi frustrante ter que faltar na aula de dança por 2 semanas, já que tem sido meus momentos favoritos da vida, e foi frustrante não poder ir fotografar um casamento lindíssimo que estava agendado (eu ia só como 3ª fotógrafa, então tudo certo).

Mas no fim das contas, os dias acabaram não sendo muito diferentes do restante: editei muitas fotos e entreguei alguns trabalhos que estavam pendentes, li bastante, assisti muitas comédias românticas, tirei um tempinho pra fazer coisas mais elaboradas no meu bullet journal – que tava vivendo bem no básico há uns tempos e eu tava sentindo falta.

Assisti a 2ª temporada de Bridgerton e, inspirada por isso, resolvi ler o primeiro livro da série. A conclusão? Shonda arrasou na série. O livro é até gostosinho de ler, mas essa é uma daquelas raras exceções em que o resultado nas telas é melhor. Agora estou começando o segundo livro, porque acho que não vou ter paciência para esperar pelas próximas temporadas pra conhecer o destino de alguns personagens.

Quando vi o resultado positivo, planejei fazer muito mais coisas durante o isolamento – fotografar algumas coisas para uns posts aqui que quero fazer no blog estava na lista, mas acho que subestimei a quantidade de fotos que tinha para editar – e não esperava que ia mergulhar de cabeça nos livros dos Bridgertons, claro.

Pensando bem, ainda bem que o frio deu as caras de novo – ia ser insuportável ficar presa no quarto sentindo calor hahahah. Eu sempre me sinto melhor no frio – mesmo esse frio absurdo desse ano – e foi bom poder ficar enrolada em cobertas e moletons durante esses dias.

Por fim, resolvi trazer esse post caótico de qualquer forma, mais como um registro do que qualquer coisa. Já que não consegui fazer os muitos posts que estava planejando, ao menos deixo registrado um pouco do que fiz e senti durante esse isolamento.

Amanhã completa 10 dias dos meus sintomas e vou fazer outro teste só pra garantir que acabou mesmo, mas espero que nos vejamos novamente em breve – e sem covid envolvida.

Você também vai gostar

    Junho é o melhor mês e eu posso provar
    Taking Stock #14 – Faz tanto tempo!

lifestylepessoal

21 de abril de 2022

Desde o começo do ano estou adiando a minha reaparição por aqui, mas confesso que me assustei quando percebi que já estamos em abril e minha última aparição por aqui foi em Setembro. Quanta coisa aconteceu desde então!

Tenho muita coisa pra contar, inclusive: FORMEI! Na próxima semana será a minha colação de grau (online) e nem creio que finalmente estou livre da faculdade e sou oficialmente uma editora por formação!

Ainda pretendo vir contar mais por aqui sobre tudo que aconteceu nesse meio tempo, sobre meu TCC, projetos de trabalho e muito mais, mas nada melhor que retornar com o Taking Stock #14 para dar aquela atualizada mais geral, não é mesmo?

Taking Stock #14 – como anda a vida por aqui

#Ouvindo: no último semestre voltei pras aulas de italiano e, assim, comecei a escutar muito mais música italiana. Além do Coez que já tinha entrado oficialmente na minha playlist há algum tempo, o Maneskin tem reinado por lá também, além de alguns outros mais sortidos.

#Lendo: continuo muito na onda de romances hot, como já comentei algumas vezes por aqui. Minha paixãozinha da vez é A Melodia de Nós Dois, da Victória Gomes, que já ganhou post por aqui também. Além dela, tenho vivido um vício pelos livros da Sineia Rangel, outra autora nacional incrível.

#Agradecendo: às vacinas! Mesmo que ainda com muitos cuidados, aos pouquinhos com todo mundo próximo já vacinado com 3 ou 4 doses e os números da covid caindo, a gente consegue retomar um pouquinho da vida, né? Confesso que só comecei esse processo agora em março, depois da minha terceira dose, e tem sido muito gostoso reencontrar as pessoas que amo!

#Pinning: depois de mais de 2 anos com minha carreira na fotografia parada por causa da faculdade e da pandemia, finalmente tenho retomado os ensaios e, com isso, meu Pinterest voltou a ser retomado por inspirações pra fotos. Vou confessar que AMO quando ele fica assim.

#Pensando: no que fazer da vida agora que acabou a faculdade hahahah. Sério. É um pouco assustador não ter que estudar pela primeira vez desde que me entendo por gente.

#Necessitando: tomar vergonha na cara e encadernar exemplares do meu TCC para enviar para a banca e pra minha orientadora, a pedido deles, já que para a defesa eles só receberam a versão online devido à pandemia.

#Planejando: mil projetos e ideias para movimentar minha carreira na fotografia. Também tentando me planejar para fazer uma viagem em breve, já que estou morrendo de saudades de botar o pé na estrada. E hoje, especificamente, também estou planejando o jantar que vou fazer aqui em casa no dia da colação de grau com a minha família.

#Assistindo: eu e minha mãe temos um novo vício: Queer Eye. Sempre tinha visto muita gente falando e nunca tinha assistido, mas resolvi testar e adorei. Também estamos assistindo Bridgerton e The Crown em um ritmo mais lento. E com o João tenho assistido duas séries de sci-fi: Raised By Wolves e The Expanse. Pra estudar também tenho assistido muita coisa em italiano, no momento, Generazione 56K (Geração 30 e poucos, da Netflix).

#Estudando: eu jurava que quando acabasse a faculdade ia ter pelo menos uns 6 meses de NEM SEI O QUE É ESTUDAR, mas né, até parece que eu não me conheço. Estou fazendo o workshop Identidade, da Caroline Castro, que é sobre fotografia, branding, posicionamento digital e mais um tanto de coisa muito interessante, já tem me ajudado muito na minha retomada na fotografia.

#Desejando: praia. Como boa mineira, eu AMO praia e tô morrendo de saudade de passar uns dias reclamando de ter areia até em lugares inimagináveis.

#Amando: ter voltado a dançar. Uma das coisas legais que aconteceram nesses últimos meses foi que eu tomei coragem (depois de muita terapia) e fui no médico saber o que fazer com meu joelho (tenho um problema na patela e ela saía do lugar com certa frequência). Aí comecei a fazer pilates no fim do ano passado e agora, no fim de fevereiro, voltei pras aulas de dança do ventre (eu tinha parado em 2013!!!). Eu amo muito dançar e perceber tudo o que meu corpo é capaz de fazer. Também tô amando os ensaios que fiz esse ano.

Ensaio de casal em Belo Horizonte - por Laura Nolasco Fotografia
Ensaio Mariana e Josué – Por Laura Nolasco Fotografia

#Vestindo: Se tem uma coisa que mudou nos últimos anos, foi meu guarda-roupas. Com esse ritmo agora de fazer pilates E dança do ventre, as leggings que tinham sido extintas do meu armário há anos voltaram com tudo. Também nunca usei tanto top e cropped. Mas tenho curtido. Pra sair, também tenho explorado mais e comprado muita coisa nova… agora que não gasto minhas roupas todas com a faculdade, dá até animo de experimentar coisas novas.

#Comendo: a Air Fryer tem reinado aqui em casa ultimamente… tô amando fazer batata frita com curry e um tiquinho de alho nela. Mas nada muito diferente disso não.

#Sentindo: ansiedade com a vida, o futuro e todas essas coisas. Orgulho de mim mesma por tantas conquistas nos últimos meses.

#Desfrutando: dos reencontros. Depois de 2 anos de isolamento, tem sido muito especial poder sentar e comer algo gostoso com meus amigos sem tanto medo envolvido.

Bom, o Taking Stock #14 fica por aqui, e deixo a promessa de tentar voltar com mais frequência agora que minha rotina deu uma mudada e parece um pouco mais possível. Eu sinto saudade da minha época mais ativa com o blog e é sempre bom poder bater papo por aqui.

Agora me contem como anda a vida de vocês! Alguma indicação de série, livro ou filme incrível? Quais as novidades por aí?

Até breve!
Beijos,
Laura ♥

Você também vai gostar

    Junho é o melhor mês e eu posso provar
    Reflexões e relatos do isolamento

lifestyle

4 de setembro de 2021

Já é sabido da grande maioria: os produtos sustentáveis são essenciais para mantermos a saúde de nossos biomas e ecossistemas como um todo. Isso porque, os itens tidos como sustentáveis garantem um processo de produção mais justo e equilibrado com o meio-ambiente e também com nossa sociedade. Mas, você sabe mesmo sobre o que se trata quando falamos em itens e produtos sustentáveis? Venha saber mais com a gente!

Produtos Sustentáveis
Foto: Pexels

Produtos sustentáveis: a escolha do brasileiro

Os consumidores brasileiros estão cada dia mais preocupados com o impacto causado por seu consumo no meio-ambiente. Isso faz com que fiquem mais interessados e dispostos também a procurar e consumir produtos sustentáveis, o que acaba gerando benefícios socioambientais perceptíveis como: redução do impacto negativo ao meio-ambiente, crescimento da economia do bem na sociedade e impulsionamento do empreendedorismo de impacto positivo.

Para entender qual produto mais se encaixa no termo e na categoria sustentável, a ciência considera essencial que seja feita sempre uma comparação dos impactos ambientais por meio da análise do ciclo de vida do produto.

Em resumo, o produto sustentável é o item que apresenta o melhor desempenho ambiental ao longo de todo o seu ciclo de vida, com função, qualidade e nível de satisfação igual, ou melhor, se comparado com um produto não sustentável.

Diferenciais dos produtos sustentáveis

Não se engane! É fácil entender e compreender os diferenciais dos produtos sustentáveis. No Brasil, existem alguns tipos que apresentam uma ou mais combinações. Confira!

Origem e forma de exploração da matéria-prima

Produtos que possuem como matéria-prima, ativos e itens que respeitem os critérios ambientais e sociais preestabelecidos e claro, que garantam a manutenção natural dos ecossistemas e biomas. Um ótimo exemplo disso são as linhas de produtos para cuidado da pele e beleza orgânicos.

Ciclo de produção

Aqui neste nicho podemos incluir uma grande variedade de fatores, todos sempre voltados à buscar e fomentar a redução de matérias-primas e recursos energéticos na fabricação de produtos ou na utilização de materiais alternativos e/ou reciclados. Aqui, encontramos vários exemplos práticos que podem ilustrar a gama de alternativas que possuímos para consumir melhor. Entre eles estão: a eliminação do uso de produtos tóxicos no processo de confecção do item, a redução de resíduos gerados no ciclo produtivo, o uso de material reciclável como insumo na produção, a escolha por produtos que possuam refis e muito, muito mais.

Produtos que fomentam pequenos fornecedores e comunidades de baixa renda

Existe um grande número de produtos e serviços que são manufaturados por pequenos fornecedores e comunidades de baixa renda, a fim de gerar recursos financeiros para a manutenção dos mesmos. Este nicho de produtores enxerga no varejo uma excelente oportunidade para viabilizar e incrementar as vendas e lucros obtidos por meio de seus produtos ou serviços. Um exemplo clássico para ilustrar este cenário são os produtos sustentáveis que permeiam causas e são comumente encontrados em lojas de artesanato ou em varejistas tradicionais de decoração.

Agora que você sabe mais sobre produtos sustentáveis, que tal começar a transformar ainda mais a sua forma de consumir? O Planeta agradece!

# Publicação patrocinada

Você também vai gostar

    Três modelos de óculos de sol masculino que estão sempre em alta
    5 dicas para montar um guarda-roupa funcional

lifestyle

28 de agosto de 2021
Óculos de Sol Masculino
Foto: Pexels

A moda masculina é prática e funcional, mas nem por isso precisa abrir mão do estilo. Pelo contrário, cada vez mais, os homens estão inovando na hora de escolher roupas e acessórios modernos e autênticos que estão em alta. E como falar de tendências sem citar os óculos de sol masculinos? Inovando a cada estação, essas armações são perfeitas para elevar qualquer visual. 

Se antes, os designs seguiam apenas um padrão, hoje os modelos de óculos de sol para os homens estão muito mais interessantes e estilosos, com opções para todos os estilos e, também, para todas as ocasiões, desde uma viagem litorânea até um passeio casual à luz do dia. Para falar mais sobre eles, listamos cinco tendências de óculos que, com certeza, você precisa ter. 

Óculos de sol masculino aviador

Falar em óculos de sol masculino e não citar os clássicos óculos aviadores, é impossível. Essa é uma das armações mais usadas ao redor do mundo, e há motivos de sobra para isso. Com um ótimo caimento do rosto, o aviador, que recebe este nome por ser popularizado por pilotos de avião, equilibra os traços mais expressivos dos homens de forma sutil, mas muito estilosa. 

Apesar de continuarem em alta, os óculos de sol deste modelo não são novos no dia a dia masculino. Eles se tornaram grandes tendências nos anos 80. Desde então, nunca mais saíram de moda e, apesar de mais de três décadas, englobam essa lista com autoridade. O melhor de tudo é que, além do design marcante, os óculos aviadores são bastante versáteis e fáceis de combinar.

Óculos de sol masculino hexagonal 

O design moderno e autentico é, sem dúvida, o ponto alto desse óculos de sol masculino. A armação hexagonal é conhecida pelo seu formato geométrico, que se assemelha a um hexágono. O sucesso é tanto que esse modelo é uma das grandes apostas do ano e um dos óculos mais desejados do momento. Afinal, além de ter um caimento perfeito no rosto, também é super estiloso. 

Se ainda não fosse o bastante, os óculos de sol hexagonal é extremamente fácil de combinar com roupas e acessórios porque, apesar de ter um encanto inconfundível, é elegante. Assim, também fica ótimo para ocasiões especiais, como eventos a céu aberto, por exemplo. O modelo também pode ser usado em visuais mais descontraídos. A versatilidade é uma de suas virtudes. 

Óculos de sol masculino 2 em 1

Praticidade e estilo são sinônimos para os óculos 2 em 1. Você já ouviu falar sobre eles? Se você usa óculos de grau, mas também procura por novos óculos de sol, essa é uma ótima opção e que também tem feito bastante sucesso, principalmente porque você pode usar o grau nas duas lentes, evitando desconfortos para a vista.

O melhor dos óculos 2 em 1 é que eles são encontrados em diferentes tamanhos, designs e estilos. Óculos quadrados, redondos, aviadores, retangulares e muitas outras opções para você poder se sentir confortável em diferentes ocasiões, sem se preocupar em levar duas armações para a praia, por exemplo. E aí, curtiu as dicas? Esses são alguns dos óculos de sol masculinos mais desejados do momento. Por isso, se você quer renovar as armações antigas, esse é o momento perfeito.

# Publicação patrocinada

Você também vai gostar

    Aprenda a identificar produtos sustentáveis
    5 dicas para montar um guarda-roupa funcional

lifestyle

27 de agosto de 2021

Ter um guarda-roupa feminino funcional é a garantia de ter sempre em mãos peças curingas para qualquer ocasião. Seja eventos formais, informais ou apenas um look para curtir um dia de folga dentro de casa.

Foto: Pexels

Ter roupas femininas essenciais para o seu dia a dia contribui para economizar tempo na sua rotina e evita que você desperdice dinheiro com peças que nunca usa.

Para te ajudar nessa tarefa, vamos te dar cinco dicas para montar um guarda-roupa funcional e estar sempre na moda

1- Defina o seu estilo

Definir peças, modelos e cores que você goste é muito importante para escolher e criar composições que te tragam sensação de bem-estar e elevem sua autoestima.

Talvez você se identifique com um estilo mais casual, romântico, esportivo ou mais tradicional.

Cada um tem suas especificidades e detalhes que podem mudar o astral e fazer a diferença ao vestir.

2- Conheça o formato do seu corpo

Cada mulher possui um formato de corpo e para que você se sinta bem ao vestir suas roupas, é interessante escolher roupas confortáveis e que tenham um bom caimento.

Algumas peças não ficam tão boas em corpos mais curvilíneos e outras têm o poder de realçá-los.

Se você possui um quadril mais largo, por exemplo, prefira peças, como camiseta, bermuda e vestidos mais soltinhos nesta região.  Já se o seu corpo não tem tantas curvas, abuse de peças mais coladas.

O ideal é fazer composições com equilíbrio e que te deixem com uma ótima aparência.

3- Aposte em peças básicas

As roupas básicas são as melhores opções para montar um guarda-roupa funcional. Elas conseguem compor looks de vários estilos e não deixam você correr o risco de errar na produção.

Elas também evitam aquela aparência de estar repetindo o look, pois por serem mais básicas não chamam tanta atenção a sua modelagem.

Além disso, elas são mais em conta do que os outros modelos mais elaborados, com detalhes e aplicações.

4- Escolha cores neutras

As peças com cores neutras são curingas na hora de montar um guarda-roupa funcional.

Assim como as roupas básicas, elas também podem ser usadas em todas as ocasiões e estilos, e contribuem para um visual completo e elegante.

5- Invista em acessórios diversificados

Com um guarda-roupa repleto de roupas básicas e cores neutras, agora é só abusar dos acessórios para incrementar as suas composições.

Eles são mais baratos e podem ser trocados com mais facilidade, evitando o desperdício de roupas.

Colares, brincos, anéis e lenços são algumas das peças que trazem mais praticidade na hora de se arrumar e transformam as composições com muito estilo e personalidade.

Viu como é fácil montar um guarda-roupa funcional? Invista nas peças que mais combinam com você e monte o seu.  

#Publicação patrocinada

Você também vai gostar

    Aprenda a identificar produtos sustentáveis
    Três modelos de óculos de sol masculino que estão sempre em alta

fotografia

13 de agosto de 2021

Confesso que, por muito tempo, eu fui uma pessoa que só editava fotos pelo computador. Talvez por sempre ter celulares mais simples, acabava não curtindo muito a qualidade das fotos editadas nos apps, então sempre ficava num processo infinito de mandar a foto pro computador, editar, voltar pro celular… enfim, um trabalho bem além do que o necessário, mesmo quando era uma foto simples pra postar no meu insta pessoal.

De uns tempos pra cá, desencanei completamente com isso e, admito, as vezes até as fotos que vem aqui pro blog são editadas pelo celular. O principal motivo foi ter encontrado um aplicativo que não destrói a qualidade das minhas fotos, o que me deixa muito mais tranquila.

Por isso, fiquei muito feliz quando a mybest Brasil me convidou pra participar de uma postagem colaborativa com outros produtores de conteúdo e fotógrafos pra falar dos nossos apps favoritos para editar fotos e vídeos!

A mybest Brasil é um site de recomendação de produtos. Eles tem diversos guias pra nos ajudar a escolher diversos tipos de produtos, além de rankings dos melhores produtos e indicações de especialistas e influenciadores – como esse de aplicativos que eu participei!

Lá na postagem, vocês podem conhecer um pouquinho das minhas funções favoritas do app que escolhi, além de outros aplicativos incríveis indicados por outras pessoas! Vão lá conferir e me contem o que vocês acharam ♥

#publi

Você também vai gostar

    Junho é o melhor mês e eu posso provar
    Taking Stock #14 – Faz tanto tempo!

pessoal

13 de julho de 2021

Um pouquinho atrasada com o Taking Stock #13, já que ele costuma sair por aqui no meu aniversário (25/06) e no Natal, mas depois de 13 edições eu já aprendi a só fazer quando dá mesmo pra não deixar essa tradição se perder.

Taking Stock 13

Se você é novo por aqui, explicando rapidinho: o Taking Stock é um momento que eu sento aqui pra atualizar sobre os meus gostos, sobre o que tenho feito, lido, assistido… enfim, sobre como andam as coisas por aqui. Eu faço isso desde junho de 2015 e sempre paro pra rever as “edições” anteriores, como uma forma de registro da minha vida também.

Taking Stock #13

#Ouvindo: não tenho ouvido muita coisa nova, pra ser sincera. Continuo com meu vício em Chris Stapleton, na maior parte do tempo. Também tô ouvindo Leave The Door Open, do Silk Sonic, milhares de vezes hahah. E a tal da Olivia Rodrigo me pegou também, mas bem de leve, com uma música ou outra. No mais, o de sempre: Mumford & Sons, Angus & Julia Stone, The Oh Hellos…

#Lendo: eu tenho lido bastante alguns romances hot, como contei no post sobre a série Amores Australianos, mas também tô lendo O Método Bullet Journal, do Ryder Carroll, e A Amiga Genial, da Elena Ferrante, apesar de estar um tantinho agarrada nesse último. Percepção feliz que rolou agora: depois que comprei o kindle, em julho do ano passado, essa categoria voltou a ficar movimentada por aqui.

#Agradecendo: a vacina que, aos pouquinhos, tá chegando pras pessoas que eu amo. Minha mãe, minhas tias e meu pai já tomaram pelo menos a primeira dose, vários amigos professores também, e já dá pra ter uma ideia mais concreta de quando vou me vacinar também.

#Pinning: eu comecei um novo instagram, só pra falar sobre/mostrar minhas coisas de bullet journal e papelaria. Desde então, confesso que eu tô 100% mergulhada nesse mundo, e o que eu mais tenho pinado no Pinterest é na minha pasta de inspirações pro bujo. (Aaah, e se você ainda não me segue no insta novo, corre lá: é @bujo.da.laura)

#Pensando: em como minha vida mudou nesse ~quase 1 ano e meio~ de pandemia e em como tudo vai ser diferente pra mim quando estivermos finalmente vacinados e livres pra viver ~normalmente. A rotina que eu tinha não existe mais prq estou acabando a faculdade e saí do estágio, então…

#Necessitando: de alguém pra fazer meu TCC pra mim, pode ser? Hahahah brincadeira. Vacina. É. E depois, quando for seguro, uma viagem pra botar o pé no mar de novo.

#Planejando: me formar no próximo semestre. Meu foco tá bem nisso no momento, no TCC que comecei mês passado e queria acabar ainda esse ano (mesmo defendendo só no ano que vem, 2021/2 na UFMG hahah).

#Assistindo: esse fim de semana, eu e o João pegamos Sweet Tooth e assistimos tudo numa sentada só. Achei fofinho, apesar de meio desesperador pelo momento ~pandemia~, mas tô curiosa com a próxima temporada. Eu e minha mãe também estamos assistindo The Crown, que eu sempre tive curiosidade. Também revi Virgin River toda, e agora que saiu a 3ª temporada e já tô doida pra ver. Aaah, e tem a novela preferida dos brasileiros ultimamente também, né? #CPIdaCovid hahahah

#Estudando: coisas sobre fotolivros, criatividade, edição… Até mesmo minhas matérias da faculdade parecem estar bem alinhadas com meu projeto final. E italiano por fora, porque é algo que me faz feliz.

#Desejando: sair por aí, entrar na primeira cafeteria bonitinha que aparecer, pedir um café diferente e passar um tempo só observando as pessoas. Isso é algo que eu gostava muito de fazer pré-pandemia e sinto muita falta.

#Amando: a ~comunidade~ de bullet journal que tem rolado no Instagram novo. Também tô curtindo mto perceber a ~diferença~ de ter um insta mais nichado: gente que já me acompanhava no meu pessoal tem se sentido mais à vontade pra conversar comigo no novo e eu acho isso incrível. E também tô amando minha tatuagem nova *vou mostrar ela ali pra baixo*

#Vestindo: calças de moletom e camiseta o tempo todo. Aqui em BH tem feito bastante frio, e ficando em casa o tempo todo confesso que nem dá vontade de vestir outra coisa.

#Comendo: o mesmo de sempre? Conheci uma hamburgueria nova aqui perto de casa (por delivery) e tô apaixonada. Também tô tentando incluir mais saladas na minha alimentação, apesar de ainda sofrer demais com isso.

#Sentindo: angustia por perceber que ainda tem gente apoiando o genocida.

#Desfrutando: Ainda do tempo livre sem minhas 4 horas diárias no ônibus. E do solzinho da tarde batendo no meu quarto e deixando ele numa temperatura gostosinha.

Bom, esse é meu Taking Stock #13! E finalizo o post com minha tatuagem nova, uma florzinha de manacá de jardim feita pela incrível @tatoosdamari.

Agora é a vez de vocês: me contem o que vocês tem lido, ouvido, assistido, planejado por aí nos últimos meses =)

Você também vai gostar

    Junho é o melhor mês e eu posso provar
    Reflexões e relatos do isolamento