14 07 2017

É inverno, e está tudo bem

É inverno, e tá tudo bem

Tem sido difícil me abrir, falar, escrever por aqui. Ainda fico perdida entre um blog lifestyle, um blog de fotografia, um blog de nem sei o quê. Depois de 6 anos de blog consigo dizer que ainda não me sinto totalmente segura em fazer disso aqui exatamente o que eu quero fazer – Mas tô me achando. Desde que comecei, muita coisa já mudou, já mudei muito, já cresci muito, já perdi muitas vergonhas. Muitas continuam aqui, me travando. Eu vou lutando com elas, uma por uma, devagarzinho a gente chega lá. O que são mais uns anos pra quem já está nesse mundo há tanto tempo?

Acho que sempre fui muito sazonal, e tô dando liberdade pra essa característica mais que nunca – faz parte do meu estilo de vida, do meu processo de aprender a respeitar meu corpo, meus momentos, meus ciclos. Não quer dizer que eu vá me colocar numa zona de conforto e ficar sempre por lá, mas quer dizer que eu quero observar meus padrões, minhas sensações, me observar, entender o que me faz bem – e aí depois mudar o que não faz.

Eu amo o inverno, amo o frio, declaro esse amor aos quatro cantos do mundo, mas não posso negar: é um momento de me recolher. Eu me acolho no quentinho aqui dentro de mim e minha cabeça vira um amontoado de pensamentos, reflexões, de repente eu já tô repensando minha vida inteira e nem percebi. Talvez tenha a ver também com o meu aniversário – nunca vou conseguir separar e entender do que esse momento é fruto. O que sei é que é sempre mais difícil mudar, começar ou impulsionar algo nesse tempo, e me dou o direito de respeitar isso.

É inverno, e tá tudo bem

Pela primeira vez desde que me lembro me peguei desejando um pouquinho de calor. Não é que eu queira sentir calor ou que de repente eu ame o verão, mas deu saudade de usar vestido sem mil roupas por baixo e por cima, deu saudade de me sentir leve, de andar de pé no chão; De não aguentar ficar em casa pelo calor e precisar fazer alguma coisa diferente pra sobreviver, sabe? Esse ano o frio se prolongou por aqui e tô bem feliz por isso, mas tornou bem comodo e propício para passar as férias inteiras debaixo das cobertas curtindo um dengo.

Anseio pela primavera pra poder florir por aí, sentir o vento no rosto e ver o mundo se colorir de novo. E quando o verão chegar, tentarei esquecer minhas reclamações de sempre – tentar ver o lado bom, porque não?- e aproveitar o que ele tem pra me oferecer também. Acho que é assim que tomo coragem e me mostro mais ao mundo. Faz sentido um inverno maior vir pra gente aprender a sentir falta do verão? Por enquanto preciso aprender a organizar esse turbilhão de pensamentos aqui dentro. Mas é inverno, e tá tudo bem querer me guardar aqui dentro mais um pouquinho.

31 Comentários

31 Comentários em "É inverno, e está tudo bem"

  1. Bruna Santos disse:

    Que post mais amorzinho <3 Também me sinto um pouco assim no inverno, com esse desejo de me recolher um pouco, ficar mais introspectiva e mais quietinha no meu canto. E isso não precisa ser ruim, né? Confesso que adoro o frio também, mas as vezes bate saudadinha dos dias mais quentes.
    beijos

    [Reply]

    Laura Reply:

    Hahah exatamente, a gente precisa aprender a acolher esses lados também!
    Obrigada,
    Beijos!

    [Reply]

  2. ” Mas é inverno, e tá tudo bem querer me guardar aqui dentro mais um pouquinho.”
    Que texto mais lindo <3
    Inverno para mim é a estação mais aconchegante que existe, embora ele ande um pouco louco aqui na minha cidade e o clima não se decida. Mas para mim , ao mesmo tempo que inverno nos traz conforto quando estou em casa, aquecida de uma coberta, ele também me mostra que é tempo de se guardar para si para se renovar. Sempre me chamam de louca quando digo isso, mas a verdade é que apesar de odiar sair de casa com chuva, acho que até os dias nublados tem sua beleza e chega até a ser poético. Como se a chuva estivesse apenas se guardando, para então desabar no mundo fazendo com que o vento passe assobiando, sacudindo janelas, as portas, a casa e a vida. Mostrando que cedo ou tarde também precisaremos sair do nosso conforto e nos mexer, nos reinventar, mudar e que sempre é tempo disso.

    [Reply]

    Laura Reply:

    Ai, posso emoldurar esse seu comentário? Que lindeza!
    Eu também amo dias nublados, apesar do caos que é sair de casa com chuva as vezes.
    Amei esse comentário, me fez muito bem, obrigada!
    Beijos!

    [Reply]

  3. Eu lembrei de uma musica do LH “Deixa o verão para mais tarde…” devemos curtir aquilo que cada estação dá para gente mas, reflletir sobre nós mesmos nunca é demais….

    xoxoxo

    [Reply]

    Laura Reply:

    Amei esse trecho e adoro LH, não conheço a música mas vou procurar aqui!
    Obrigada,
    beijos!

    [Reply]

  4. Laurinha, juro por tudo: minha maior tristeza nessa blogosfera é você morar longe, porque nós seríamos tão melhores amigas. Sério. Eu já super pensei que sou de estação e também já passei a aceitar quem eu sou em cada uma delas. Achei lindo o seu texto. E o seu blog lindo pode ser de lifestyle e de fotografia e vai ser amorzinho igual. Um beijo!

    [Reply]

    Laura Reply:

    Eu fico absurdamente feliz de ler isso, Clarinha!
    É tão gostoso quando a gente vai aprendendo a se respeitar né?
    Obrigada por todo o carinho!
    Beijos!

    [Reply]

  5. Thaís disse:

    Às vezes a gente realmente entra numa fase confusa em relação ao blog e outras partes da vida. Começa a se questionar e ver que alguns gostos e objetivos mudaram. Mas moça, tá tudo bem. Você vai se encontrar novamente, e se reinventar todos os dias.
    Guardar num potinho eu tenho vontade de fazer com você e seu blog, que inspiram doçura! haha As fotos do post ficaram ótimas e o seu desabafo também.

    Um beijo!

    [Reply]

    Laura Reply:

    Obrigada lindinha!
    Saudades bater papo com você!
    Beijos!

    [Reply]

  6. Claudia Hi disse:

    Eu também amo o inverno, mas acho que tudo que é demais é ruim. O frio é uma delícia, mas aquele solzinho de verão que aquece nossos coraçõezinhos também é gostoso, o clima da primavera, o vento do outono…

    Nossa Laura gostei muito do que você comentou sobre ser sazonal. Acho que sou assim também mas não me dou liberdade de poder ser. Sempre fico impondo metas e mais metas e acabo pecando muito em qualidade por isso. Vou tentar seguir sua ideia e ter meu próprio tempo!

    [Reply]

    Laura Reply:

    Exatamente… A questão é que quando o verão chega o sol por aqui não só aquece, como queima e me deixa mal humorada e passando mal hahahah… Estou espantada por estar sentindo falta, mas feliz e aguardando pra tentar ver de outra forma o calor.
    Fico feliz que tenha te ajudado também, espero que consiga fazer isso, que seja aos pouquinhos!
    Beijos!

    [Reply]

  7. Clara Rocha disse:

    O inverso sempre me trás uma certa introspecção. Fico pensando um pouco na vida e nas coisas que quero fazer e que por sinal não faço porque minha cabeça não mantém o foco. Mas de toda forma, apesar de tudo isso eu me regojizo nesse tempo. É um clima que eu amo sem dúvidas. Acho que não trocaria esse tempo por nada.

    [Reply]

    Laura Reply:

    Exatamente o que eu sinto também!
    Beijos!

    [Reply]

  8. Taís disse:

    Acho importante termos esses momentos de ficar na nossa quietude pra organizar um pouco nossa cabeça, esse momento mais reflexivo.. que é curioso como pra muita gente esse momento chega no inverno. Cada estação tem algo pra nos oferecer e é bom quando a gente consegue tirar proveito das coisas boas de cada uma, né?
    Beijo! 😚

    [Reply]

    Laura Reply:

    Exatamente Taís! É ótimo!
    Beijos!

    [Reply]

  9. Camila Faria disse:

    Eu gosto da calmaria e do aconchego do inverno, mas acho que paro por aí. Realmente detesto sentir frio, usar mil camadas de roupas e tudo mais que vem com esse tempinho gelado. Me identifiquei com isso que você falou sobre o verão, de estar tão quente que a gente precisa fazer alguma coisa para sobreviver, sair de casa… Acho que eu gosto dessa inquietude dos dias mais quentes, não sei. Adorei a reflexão e o texto. <3

    [Reply]

    Laura Reply:

    Hahahah e eu adoro tudo isso!
    Eu fico incomodada com essa inquietude, mas até estou aprendendo a não odiar tanto.
    obrigada,
    beijos!

    [Reply]

  10. Jubaqueen disse:

    Ai, achei tão bonito esse respeito que você tem consigo mesma, eu sou totalmente ao contrario. Me forço muito na maioria das situações e acabo deixando as coisas chegarem no limite, não presto muita atenção em mim até perceber que tudo virou uma enorme bagunça. To tentando ao máximo ir mudando isso, mas é bem complicado.
    Sobre descobrir um “nicho” pro blog, sigo na mesma “confusão” hahahahah
    Texto lindo como sempre ♥♥♥

    Beijos,
    Juba.

    [Reply]

    Laura Reply:

    Eita moça… pensa no tanto que você é nova e no quanto é prejudicial ir se esgotando assim… Sei que é difícil, mas é algo importante pra se prestar atenção.
    Obrigada!
    Beijos!

    [Reply]

  11. KARINE disse:

    eu amo o inverno. pelo frio e climinha de aconchego, mas também sinto que nessa época eu quero ficar mais na minha e em casa… sobre pensar na vida, eu faço isso demais e o tempo inteiro, especialmente quando chega na época do meu aniversário (que é no outono) hahaha. amei o post ♥️

    [Reply]

    Laura Reply:

    Hahahah também amo!
    Obrigada,
    beijos!

    [Reply]

  12. Que delícia ler esse texto! Eu também sou super sazonal, mas tenho mais ligação com as estações mais quentes e mudo absurdamente de humor, energia, disposição em cada um das estações. O frio realmente é silenciador e acolhedor das nossas reflexões e até angustias! Espertos aqueles que sabem aproveitar as propriedades específicas de cada uma das estações.
    Sobre seu blog, também estou nesse processo de delinear o que quero fazer e como quero fazer, por isso mesmo depois de 9 anos num blog eu senti que precisava de um novo canto para chamar de meu e agora estou mais do que nunca tentando desbravar meu caminho nessa blogosfera! O que posso deixar como conselho, que tenho usado a cada novo dia é: faça o seu coração der paz e alegria ao seu coração. Não se preocupe com rótulos, ou definições, mas acredito que nosso coração tem o poder de nos levar para os melhores caminhos. É exatamente isso que você falou: “devagarzinho a gente chega lá”. E seu blog já é incrível do jeito que você vem conduzindo ele: ótimas fotos e textos gostos de se ler. Parabéns pelo seu cantinho, se quiser depois conheça lá o meu bebê Blog.rs
    Beijos

    Ps.: Lendo seu texto me lembrei de um texto que escrevi no meu antigo blog, se quiser dá uma olhada depois:
    https://coresdaluz.blogspot.com.br/2016/07/na-estacao-das-folhas_20.html

    Beijos!
    http://www.vestidadeceu.bogspot.com.br

    [Reply]

    Laura Reply:

    Muito obrigada por esse comentário, pelo carinho, pelos conselhos!
    Sim, tenho tentado deixar meu coração me guiar, mas as vezes a ansiedade bate, né? É mentalizar a ideia do devagarinho a gente chega lá e pensar no aqui e agora.
    Beijos!

    [Reply]

  13. Também AMO o inverno! Mas esse meio termo agradável de poder ficar leve assim é mesmo muito bom. <3

    [Reply]

    Laura Reply:

    Não é?!
    Beijos!

    [Reply]

  14. Que texto lindo!
    Eu sempre me pego repensando minha vida inteira também, hahaha!
    Gosto do inverno pra ficar debaixo das cobertas assistindo filme, mas prefiro o verão, hahaha!
    Beijos!

    [Reply]

    Laura Reply:

    Obrigada!
    Hahahahah o verão só é bom pra mim quando tem praia, cachoeira, piscina e muito sorvete!
    Beijos!

    [Reply]

  15. Jaque Lima disse:

    Sei exatamente como é que você tem se sentido. Confesso que as vezes me sinto do mesmo jeitinho. Com saudade do sol, saudade de outras coisa também. Adorei o seu texto.

    [Reply]