12 05 2016

Look do dia: Mandalas e All Star

Look do Dia - Mandalas e All Star

Pela primeira vez nesses 5 anos de blog, trago pra vocês um look do dia! Tá, confesso que não sou a pessoa mais antenada em moda do mundo e que nem sei direito como vai sair esse post, não sabia dar um nome nem nada, mas tenho meu próprio estilo e sempre quis fazer, então… porque não, né?

Bom, assim como o vídeo que postei mês passado e as receitas mensais, esse post está aqui porque quero trazer tudo o que gosto em outros blogs aqui pro meu cantinho. Adoro ver looks do dia, então aqui está o meu próprio! Além disso, na pesquisa de público que fiz no fim do ano passado me surpreendi também porque foi um dos posts mais pedidos! (Tá vendo? Laurinha demora, mas responde aos pedidos de vocês! Hahahhaha)

Usei esse look pra ir na Bienal do Livro, já planejando fazer as fotos mas sem saber ao certo se teria coragem hahahha… A verdade é que morro de vergonha de ser fotografada assim e no meio de uma multidão, mais ainda! Quem fotografou pra mim novamente foi o namorado, e não posso deixar de agradecer porque amei as fotos!

Look do dia – Mandalas e All Star!

Look

No dia estava muito calor e por isso escolhi esse vestido de mandalas… Adoro a estampa dele e a forma que se encaixa no meu corpo, além de ser super confortável! Minha primeira ideia era usar uma sapatilha, que fica bem mais na minha zona de conforto, mas dias antes a minha última arrebentou e não consegui encontrar uma preta e básica antes da Bienal. A vantagem é que por andar bastante lá, o All Star ficou bem confortável e no fim das contas deu um ar menos romântico pro look que gostei bastante. Aah, o vestido é da C&A e o All Star é aquele modelo mais clássico de todos, já antiguinho, nem sei onde comprei! 

Colares

Anéis

Os acessórios são minha parte favorita de qualquer look e foram bem na onda do Compro de quem faz: O Colar de pedra-da-Lua é da Odoyarte, comprei no início do ano passado e é meu colar preferido. O colar de câmera é da Manjari, lojinha da minha irmã Mari!

Os anéis foram todos comprados aqui em BH: Os de pedra são de um moço que tem uma barraca na feira hippie e tem os anéis de pedra mais lindos e com a melhor qualidade do mundo! Eu tinha o cartãozinho dele aqui, queria deixar o telefone dele pra vocês, mas acho que perdi! O anel de coco é de um dos mil moços que vende anéis de coco na Praça 7 e adoro ele por nunca ter visto outro assim, fininho sabe?

Xau!

É isso! Espero que tenham gostado do look.. Como já disse, é o primeiro aqui do blog então todas as dicas do mundo pra esse tipo de post são bem vindas!

Aah, e não se esqueçam de comentar o que vocês acharam, ok? Quero saber a opinião de todos! Vocês gostam dessa combinação de vestido e tênis? E os acessórios “compre de quem faz”, tem algum? Gosta? Gostaram desse tipo de post aqui? Querem mais? Me contem!

 

83 Comentários
09 05 2016

8 on 8: Cores!

8 on 8 - Cores!

Aqui estou eu, atrasada, postando as fotos do 8 on 8 desse mês. Já vou me explicando: Semana passada não dei as caras por aqui porque estava em uma semana cheia de provas e trabalhos, ficou impossível postar… no fim de semana viajei com a família do namorado pra um pedacinho do céu hahahha… Acabei não conseguindo programar a postagem antes! Bom, em compensação, não vai demorar muito pra eu fazer um post com fotos que tirei lá… Puro amor!

Esse mês temos 2 meninas novas no grupo: a Carol e a Dani…. A Paula e a Mônica precisaram sair e então encontramos as duas pra participar com a gente… Sejam bem vindas, meninas!! Depois da entrada das duas, fizemos nossa clássica votação para o tema e o escolhido foi… Cores!!

Fiquei feliz com esse tema, de cara pensei em mil coisas coloridas (um vestido meu, minha canga, lápis de cor…). Depois fui pensando melhor e decidindo que não ia fazer algo assim TÃO colorido, mas escolher algumas fotos que focassem nas cores que eu gosto… sabe? No fim das contas, fiquei com um post bem diversificado e curti bastante o resultado. Chega de tagarelice, né? Vamos às fotos!

8 on 8 – Maio de 2016 – Cores!

_DSC0355

_DSC0343

_DSC0136

dupla exposição

_DSC0112

Sem título

Sem título

Sem título

  1. 1.Simplesmente me apaixonei por essa foto, que o João tirou enquanto andávamos numa trilha lá no sítio depois de um banho de cachoeira… o verde das folhas, minha canga colorida, a silhueta que formou… Puro amor!
  2.  2.Novamente, a silhueta, as cores da canga, o verde… Mais uma que amei!
  3. 3.“As pessoas só observam as cores do dia no começo e no fim, mas para mim está muito claro que o dia se funde através de uma multidão de matrizes e gradações, a cada momento que passa. Uma só hora pode consistir em milhões de cores diferentes. Amarelos céreos, azuis borrifados de nuvens. Escuridões enevoados. No meu ramo de atividade faço questão de notá-los.”
    — A menina que roubava livros.
  4. 4. A foto da fogueira já apareceu por aqui no último post, a outra foi tirada no mesmo dia, brincando com a luz da fogueira também… resolvi brincar de dupla exposição e juntar as duas. Pra mim, elas tem cor de aconchego.
  5. 5.Mais cor de aconchego! A casa do moço iluminada numa noite de inverno e recheada de amigos e comida gostosa :3
  6. 6.Flores que encontrei na viagem do fim de semana… fiquei impressionada: um mesmo pé, 3 cores diferentes e lindas!
  7. 7.O lugar era super florido e o dono da casa fez esse arranjo com flores que colheu por lá… fiquei apaixonada!
  8. 8. Tenho certeza que quem criou aquela estampa floral azul e rosa se inspirou numa foto assim.. Só conseguia pensar nisso! Amo essas cores, e elas me lembram bastante a Luanna.

É isso pessoal! Espero que tenham gostado das fotos… Não se esqueçam de visitar o blog das outras meninas: 

Carol Pedrozo || Carol Machado || Day Cunha || Dani Pererê || Dani Santos || Lari || Vanessa 

E agora me digam: Qual a cor favorita de vocês? O que vem na sua cabeça quando falamos “cores”? E qual foi sua foto favorita? Me conta nos comentários!

78 Comentários
26 04 2016

{Meu Ângulo} As 4 estações ❄

As 4 estações - MÂPhotoproject

O tema desse mês do Meu Ângulo Photoproject foi “As 4 estações”, e de cara já me animei pensando nas fotos porque simplesmente amei o tema. Ok, a gente tá no Brasil e nesse clima louco daqui nunca sabemos qual estação é qual direitinho e tem dia que tem as 4 de uma vez só, né? Mesmo assim, acho um tema delicioso.

Todas as fotos foram tiradas no último feriado lá no sítio, explorando não só a casa do namorado mas os dons fotográficos dele também hahahahha… Todas as fotos que eu ou algum pedacinho de mim aparece foram tiradas pelo João. Não é que ele tem se saído um bom fotógrafo? Hahahah…4 dias e deu certinho pra tirar fotos sobre cada estação, congelando na água da cachoeira pra fotografar e correndo pro Sol pra esquentar de novo, nos enfiando no meio do mato e saindo com espinhos no pé pra contar história, mas tá tudo ok… Amei o resultado das fotos então valeu a pena!

As 4 estações

Primavera

Primavera - Cores

Primavera - flores

Essa foi a estação mais difícil pra mim… devia ter fotografado mais flores juntas ou algo assim, mas acabei deixando passar. Acho que é uma das estações menos definidas pra gente, né? Se mescla quase que totalmente com o verão. Quando penso em primavera o que vem na minha mente é bem óbvio: flores, cores, vestidos soltinhos, borboletas… um tom de alegria, sabe? Acho que as fotos até mostraram bem isso.

Verão

Verão

Verão

O que dizer sobre essa estação que rendeu fotos lindas mas me faz sofrer tanto? Não gosto de tanto calor, mas acho válido pensar nas coisas boas de casa uma das estações, então… Amo as tardes na cachoeira, só lembrar do protetor solar quando já é tarde demais e tô com as bochechas vermelhas, os dias passados de biquini e roupas levinhas, tomar muito sorvete e frappuccino.

Apesar do Sol forte e do calor durante o dia, as noites e a água da cachoeira já estão começando a esfriar lá no sítio… Rimos bastante até eu tomar coragem e entrar na água pra tirar as fotos… Saí correndo pra me esquentar mas daí a pouco já tava lá congelando na água de novo. Relação difícil essa minha com a água gelada.

Outono

Outono - cores

Outono - folhas

Mais uma das nossas estações não tão bem definidas… Mas dessa eu gosto bastante. É quando começamos a perceber o calor diminuir e dar lugar pras noites fresquinhas, que vão esfriando cada vez mais e quando menos esperamos se tornam os dias frios de inverno. Quando começamos a comer as coisas gostosas de frio e já dá aquela ansiedadezinha pra tirar as blusas quentinhas do armário ❤

Estamos no outono e já estou sendo bem feliz dormindo de coberta aqui em BH (bem… ainda tem noites quentes demais pra isso, mas ok, o frio tá começando a dar as caras). Quando penso em outono, de cara me vêm na mente as cores aconchegantes e folhas pelo chão… me dá vontade de fotografar tudo! Inclusive, já fiz um post chamado Outono em cores aqui… vocês lembram?

Inverno

Inverno - aconchego

Inverno - Fogueira

Deixei minha estação do ano favorita por último e me controlei muito pra não colocar meio milhão de fotos aqui. Desde que me entendo por gente inverno é pra mim sinônimo de galera reunida na farra em volta do fogão à lenha, comidas gostosas, todo mundo amontoado na sala dividindo uma coberta pra ver filme, carinho, aconchego… De todas as estações é a que me deixa mais feliz… cachecol, cappuccino, tricôs quentinhos… aah ❤

Na sexta feira do feriado choveu lá no sítio e esfriou bastante… tanto que no sábado rolou uma fogueira, Ferrari fez uma polenta deliciosa e ficou todo mundo se esquentando ali em volta… Tava tão frio que saía fumacinha da boca quando a gente conversava! Hahahah… Foi uma noite incrível cheia de abraços quentinhos, carinho e uma sensação de acolhimento sem fim. Fiquei feliz demais!

É isso pessoal… Espero que tenham gostado das fotos e de saber um pouquinho mais sobre o meu feriado de brinde… Não se esqueçam de me contar qual estação do ano é sua favorita e de que foto gostou mais, ok? Beijos, até mais!

12074605_1645657042378572_1208404860846610260_n

73 Comentários
21 04 2016

TAG: 5 batons 5 situações {vídeo}

Depois de pouco mais de um ano do último vídeo, aqui estou eu de novo tentando fazer as pazes com esse tal de youtube… Até tentei gravar outros vídeos, mas me irritava tanto não conseguir editar direito que não liberei nenhum. Finalmente resolvi experimentar outro editor (adeus Movie Maker, olá Premiere!) e agora estou aqui bem satisfeita com a edição, com o áudio, com o vídeo em si.. Espero que vocês curtam tanto quanto eu e bem, como vocês sabem, sou iniciante nisso e qualquer dica e opinião é bem vinda, ok?

TOP 5 batons favoritos

O tema do vídeo me agrada muito e eu queria falar sobre há muito tempo… Aqui está a prova do tempo que tem que um “top 5 – batons favoritos” está nos meus rascunhos! Faz tempo que tento diversificar os assuntos aqui do blog porque não gosto dessa divisão tão grande de blogs de moda e maquiagem, blogs de livros e fotografia, etc na qual cada um só escreve sobre aquele determinado assunto… Acho que acaba limitando nossos horizontes e não mostrando tanto de tudo o que gostamos. Como quero que meu cantinho seja uma parte de mim e realmente me represente, acho válido falar sobre tudo o que eu amo e os batons estão nessa lista.

O vídeo ficou bem rapidinho, mas espero que gostem! A TAG foi criada pelo grupo Pixels to Share e basicamente dá 5 situações para as quais precisamos escolher 1 batom. Algumas coisas ainda ainda preciso aprender melhor, como a lembrar de tirar uma foto pra miniatura e não morrer de vergonha na hora de dar xau, mas enfim… Quer ver quais foram meus escolhidos? Assiste o vídeo!

E então pessoal, o que acharam? Vou fazer aquele pedido clássico por aqui: Se você gostou, dê um jóínha lá no vídeo e se inscreve no canal! Agora com um editor melhor devo movimentá-lo mais.. E não se esqueçam de comentar pra me contar o que acharam e quais batons escolheriam, ook?  Beijos!

 

6 Comentários
19 04 2016

Bienal do Livro de Minas 2016 – Eu fui!

Bienal do Livro de Minas 2016

Oi oi, pessoal!

Ao contrário da última bienal, esse ano o post sobre minha visita e comprinhas não vai demorar meses pra sair! Aah, e também não fiz tantas comprinhas esse ano a ponto de precisar fazer um post só pra elas. Comprei menos coisas mas fiquei bem feliz com elas… Bom, vamos lá, né?

A Bienal do Livro de Minas é um evento que acontece (obviamente) de 2 em 2 anos aqui em BH, no Expominas e reúne muuitos livros e coisinhas do universo geek, autores e amantes da leitura! Faz alguns anos que eu sempre vou e sempre rola uma expectativazinha pra saber quais serão os autores convidados pro café literário e pra conexão jovem, quando vai ser e tudo o mais… Esse ano a Bienal começou na sexta-feira, dia 15, e vai até domingo que vem – 24 de Abril. Já fui lá no primeiro sábado – segundo dia de bienal – pra conferir!

Sem título

Esse ano os convidados que me chamaram atenção foram a Bruna Vieira e o Carpinejar, mas ambos são em dias que não pude ou poderei ir e nas bienais anteriores já conheci os dois, então não foi tão decepcionante assim. Entre as atrações teve também o Padre Fábio de Melo e ainda tem Martha Medeiros e alguns youtubers e escritores que não conheço tanto. Enfim… acabou que não participei de nenhum café literário ou conexão jovem esse ano, mas pra quem quiser a programação certinha está toda aqui.

Sem título

Eu fui junto com o moço e chegamos logo depois do almoço(13:00) – e de comer um subway delicioso! Cheguei a me assustar com o quanto estava vazia e tive inclusive a sensação de estar menor – essa sensação ainda tenho um pouco- que nos últimos anos. Andando e entrando em estande por estande, em mais ou menos uma hora já tínhamos andado tudo! Mas algumas horas depois – lá pras 16:00- já estava bem cheia (como o normal, que dá uma sensaçãozinha gostosa de Bienal!) e ficando difícil circular lá dentro.

Sem título

Uma coisa que sempre me alegra nas bienais é a quantidade de crianças cercadas por livros, pegando livros, brincando com livros, comendo livros… hahahahah e dessa vez não foi diferente. Os pequenos marcaram presença na bienal e me deixaram louquinha de vontade de apertar e esmagar um por um. #Felíciafeelings

Sem título

No geral, curti bastante a Bienal. Como disse, almoçamos logo antes de ir então não comemos lá, mas vi bem mais opções de comida e lugares pra sentar pra comer que em 2014, e os lugares pareciam bem mais bonitinhos e agradáveis. Uma surpresa maravilhosa foi: ainda no segundo dia, MUITAS promoções de livros. Normalmente as promoções começam a surgir nos últimos dias mas ó: tá com vários estandes “promolivros” que tem livros a partir de R$10,00 e com muitas opções legais… Achei o máximo! Aaah, e tinha também estandes de livros infantis com livros por R$3,00 e R$5,00, as crianças puderam fazer a festa!

Sem Título-2

Brincamos que essa foto aí em cima é “o resumo do casal”… Tinha acabado de tirar a foto dos 3 livros de fotografia q queria todos mas teria que escolher um, ele veio me pedir pra tirar dos 3 de culinária/cervejaria que ele queria salvar o nome (é… o moço quer cursar gastronomia e produz cerveja artesanal! 🙂 )… Ficaram as 2 fotos assim na sequência e tive que juntar pra mostrar pra vocês. Mas, dinheiro não dá em árvore e os livros que compramos foram outros…

 Comprinhas!

As minhas aquisições foram essas: A Máquina de contar histórias (paguei R$9,95), O Diário de Anne Frank (custou R$20,00) e Leia isto se quer tirar fotos incríveis, que eu estava vendo na faixa de R$60,00 e paguei R$40,00! ❤❤ (mais uma meta concluída!). Aaah, e só no final do dia lembrei de procurar Extraordinário, livro que quero há algum tempo, mas na Leitura não tinha mais e estava ficando tarde pra voltarmos. Queria ter tirado foto dos livros que o moço comprou também, mas cheguei tão cansada que esqueci e no dia seguinte não lembrei de tirar antes de ele ir embora… Mas foram 3 livros sobre a culinária Italiana (um sobre cada região da Itália) e cada um custou R$5,00!!

  Sem título

Resumindo, foi uma tarde super agradável e curti demais a Bienal! No fim das contas, foi bom ter chegado quando estava tudo vazio porque deu bem pra andar e olhar tudo com bastante calma e sem muita agitação… Ficamos bem felizes com as nossas compras e saímos de lá desejando ter muito dinheiro pra comprar alguns livros específicos hahahahah!

 Sem título

É isso! Algum de vocês é de BH ou região e já foi lá dar uma bisbilhotada também? E o que achou? Se não, corre que ainda dá tempo! Como eu disse, o evento vai até dia 24/04, domingo! Não esqueçam de me contar o que acharam do post, das nossas compras, das fotos… ok? Aaah, e daqui há uns dias saem mais algumas fotos que tirei lá, num post bem diferente de tudo que já rolou aqui no blog…

Beijos e até mais!

9 Comentários
12 04 2016

{Receita} Mousse de Cappuccino

Mousse de Cappuccino

 

Oi oi, pessoal!

Mais um mês com receitinha aqui no blog e quem me acompanha desde o último inverno sabe o quanto eu amo cappuccino, não é? Há alguns meses eu trouxe pra vocês uma versão gelada do meu amado e hoje eu venho com mais uma versão super simples e deliciosa: Mousse de cappuccino! Então, coffee lovers e chocólatras, se segurem que a receita de hoje é um excesso de amor!

Bom, como sempre eu dei uma mudada nas receitas que encontrei e montei a minha, né? É que eu não queria usar gelatina incolor e nem achocolatado em pó e todas as receitas que encontrei usavam pelo menos um dos dois, então peguei a receita de mousse de chocolate do moço com uma de cappuccino com achocolatado e…. Tchanaam! Eis aqui a minha mais nova criação hahahhaha… Não sei exatamente o motivo (talvez por ter batido as claras em neve no começo e não no fim como deveria) ficou uma textura entre mousse e creme, sabe? Mas isso não prejudicou em nada a leveza e o sabor do mousse!

Mousse/Creme de Cappuccino

Ingredientes

chocolate e café
3 claras
Canela

  • -400 ml de creme de leite
  • -200 gramas de chocolate meio amargo
  • -2 colheres (de sopa) de café solúvel
  • -3 claras
  • -1 colher (de chá) de canela (opcional)

 

Modo de Fazer

Mousse no potinho

Bom, pra fazer é bem fácil: Primeiro, derreta o chocolate em banho maria e deixa esfriar… Enquanto isso, esquente metade (220 ml) do creme de leite com o café solúvel e a canela, apenas o suficiente pra que a mistura fique homogênea (eles se dissolvam), sem deixar ferver (mexendo sempre!). Quando o café e a canela tiverem se dissolvido, adicione o chocolate derretido e deixe esfriar.

Quando a mistura já estiver bem fria, é hora de bater as claras em neve (só na hora, não façam como eu!!) e depois que já estiverem no ponto misturar, bem devagar e cuidadosamente, com a primeira parte da receita. É isso! Agora é só deixar na geladeira por algumas horas – O ideal é fazer para deixar de um dia para o outro!

Simples, não é? Na hora de postar aqui fiz algumas adaptações, mas fica a dica: Pra quem gosta muito de café, eu fiz o mousse com 4 colheres de café solúvel e achei que ficou delicioso, apesar de parecer mais mousse de café do que de cappuccino! Aaah, dá pra tentar também o meio termo e colocar 3, não é? Além do mais, como o chocolate usado foi o meio amargo e o café também é mais amargo, a receita não ficou muito doce e pra quem gosta de coisas bem docinhas talvez role de colocar 1 colher de açúcar na hora de dissolver o café.

É isso! Gostaram da receita? Ficaram com água na boca ou vontade de fazer? Me contem!

Mousse de Cappuccino

 

Aah, e se fizer alguma das receitas que eu trago aqui pro blog, que tal postar no instagram com a #Ameninadajanela? Vou adorar ver o que vocês tem aprontado e saber se curtem as receitas, ok?

Beijos, até mais!

49 Comentários
08 04 2016

{8 on 8} O que me faz sorrir…

{8 on 8} O que me faz sorrir

“O que me faz sorrir” foi o tema que escolhemos pro 8 on 8 desse mês… Juro, pensei em muita coisa: dias nublados, borboletas, serendipidades, comidas gostosas, detalhes… Muita coisa me faz sorrir, mas não conseguia pensar numa forma de fotografar tudo isso.

Quebrei bastante a cabeça pensando em como trazer todas essas coisas pras fotos, sem parecer algo forçado demais ou muito concreto – não sei, mas nada disso me parece muito definido, sabe? São coisas sutis, simples, delicadas, abstratas… Mais momentos e significados que objetos em si… Pensei em reunir então fotos que eu já tinha, algumas já foram inclusive postadas aqui, outras no instagram… mas todas mostram coisas que me deixam feliz. Foi legal perceber desde fevereiro todas as vezes que tirei um tempinho pra fotografar fiquei feliz com o resultado, e me arrisco a dizer inclusive que todas as vezes foram em momentos felizes. Separei então algumas fotos tiradas desde fevereiro em momentos que me fizeram sorrir, de coisas que me fazem sorrir. Vamos lá?

O que me faz sorrir?
Amigos

Bebês!
Gatínios (Dona Amelie)
Estrada...
Simplicidade...
Flores, cores...
Fogão à lenha...
...

  1. 1. Amigos. Na foto, as turmas de redes (minha antiga turma) e hospedagem (minha turma atual) numa caminhada do CEFET na Serra do Curral ❤
  2. 2.Bebês! Tem como não morrer de amores e sorrir junto com eles? Os pezinhos são da Júlia, sobrinha de uma amiga… fiz um ensaio fofíssimo dela essa semana!
  3. 3. Amelie! Ia dizer gatos, no geral, mas acho que ela merece um lugar especial nessa lista. Adoça meus dias com suas loucuras e fofuríces…
  4. 4. Acho que nem preciso dizer nada sobre a estrada, não é? Essa sensação de liberdade que viajar me traz me faz sorrir!
  5. 5. Simplicidade. Pra mim nada expressa melhor essa palavra que as cidades do interior de Minas.
  6. 6. Contato com a natureza, suas cores, sua vida… O cinza das cidades me sufoca, e as vezes preciso fugir, botar o pé na terra pra me sentir um pouquinho mais eu de novo.
  7. 7.Noites em volta do fogão à lenha. Nada me traz tanto aconchego quanto as noites em que todo mundo se reúne ao redor do fogão à lenha pra se esquentar. ❤
  8. 8. Carinho e companheirismo. Acho que essas palavras são bem auto-explicativas, né?

Essa é a listinha de coisas que me fazem sorrir! O que acharam das fotos? Como disse, algumas já apareceram por aí, mas… Acho que ficou mais natural e fiquei mais feliz com o resultado assim.

E vocês, porque sorriem? Me contem também! E não se esqueçam de visitar o blog das outras meninas pra mais fotos com esse tema:

Carol || Day || Dani || Lari || Mônica || Paula || Vanessa

20 Comentários
05 04 2016

Quase crise dos quase 18

Quase crise dos quase 18

Ou apenas “desabafos sobre o crescimento”

Desde sempre, esse é meu cantinho pra falar sobre mim, então vez ou outra cês tem que ler meus desabafos sim. Peço desculpas e, se quiser ouvir algumas tagarelices sobre minha mente confusa, fique à vontade: puxa uma cadeira ou se joga no sofá. Na cozinha tem limonada e cappuccino, você escolhe, não vou fazer sala que aqui todo mundo é de casa.

Há um ano atrás tomei um susto quando me peguei dizendo “tenho que ir lá preencher uns papéis e assinar uns documentos”. Isso não era pra ser uma frase minha, né? É frase de gente adulta. Mas ali estava eu, no meio das minhas férias, acordando cedo e indo assinar papéis pra uma bolsa de iniciação científica. Pelo que me lembro, foi a primeira vez. O primeiro susto, o primeiro choque. A primeira vez que senti que alguma coisa já não era como antes… “Tem certeza que não é minha mãe que tem que preencher isso tudo, moço?”.

Daí em diante não foram uma nem duas vezes as quais me assustei assim. Há alguns meses reencontrei um amigo que não via há tempos e PÁ! Estampada lá na cara dele, uma barba já cheia. Desde quando meus amigos têm barba mesmo? Da última vez que o vi ele tinha cabelo cacheadinho e cara de bebê.

Quando saio com meus amigos e olho ao meu redor, vejo um bando de gente vestindo roupas sérias, “descoladas” e pagando a conta do barzinho com cartão. Sabe, até outro dia a gente só saía pra ver filme no cinema e comer no Mc Donalds – Ainda nos achando super ricos com os R$50,00 dados pelos pais.

Outro dia foi o Google Maps quem me ajudou a chegar ao TRE mais próximo pra que eu tirasse meu Título de Eleitor- sem a companhia da minha mãe, que estava trabalhando e não podia nem precisava me acompanhar. É, eu já sou uma pessoa que tem um título de eleitor.

Na festa de uma amiga, semana passada, mais um choque. Um não, dois. Novamente, reencontrei amigos que não via há muito tempo – desde quando mudei de escola, há dois anos, pra ser mais exata- e nossos assuntos antes eram sempre filmes, livros, besteiras… vez ou outra contávamos de uma festa ou viagem muito legal ou de quantas horas dormimos na noite anterior. Besteiras no geral (boas, claro!). Na festa, quando percebemos, estávamos há tempos conversando e o assunto ia de escola pra cursinho, para trabalho e no fim sempre voltava pro tão falado vestibular.

Ok, estamos no ensino médio, o tal do vestibular tá chegando e ok, é normal falarmos sobre isso. Assustador mesmo foi quando percebemos isso e resolvemos mudar de assunto: demorou mais de uma hora entre silêncios e comentários ainda sobre o vestibular, os estudos e o cansaço, pra encontrarmos outro assunto. Quem foi que tirou de nós a capacidade de conversar sobre outras coisas? No dia, na semana, no mês, nenhum deles tinha algo pra contar que não envolvesse estudos e cansaço.

O outro susto quase me fez cair pra trás: dentre estas pessoas da festa estava um dos meus melhores amigos, que eu também não via desde que entrei no CEFET, também deixando a barba crescer. Perguntei, por perguntar, o velho “quê que cê tá arrumando da vida?” Esperando o clássico “ah, escola, cursinho… o de sempre” como resposta. Em vez disso, ouvi um “Ah, tô trabalhando no administrativo de um escritório de advocacia”. QUÊ? Como assim? Até outro dia os pais dos meus amigos levavam eles na porta da escola do bairro, pisquei e de repente eles trabalham no administrativo de um escritório de advocacia. Por quanto tempo eu dormi por favor obrigada?

Talvez você esteja lendo isso e rindo – alguns anos passada a maioridade, tudo isso deve parecer nada e até engraçado diante de tantas mudanças que sei que ainda estão por vir – algumas próximas, outras que ainda vão demorar mesmo depois dos 18. É só que de repente comecei a perceber as coisas mudando, primeiro devagarzinho e agora num ritmo que nem consigo acompanhar mais. E em meio a alguns anseios pelo próximo aniversário, começo a perceber também quase que uma Síndrome de Peter Pan aparecendo por aqui.

Não é que eu tenha medo de assumir responsabilidades – me assusta sim ver que cada vez menos minha mãe responde por mim e que sou cada vez mais responsável pelos meus atos, mas com isso eu até que consigo lidar. O que me assusta é ver toda aquela galera cheia de sonhos, críticas, energia e voz, cansados demais pra curtir uma noite. O que me assusta é ver que ninguém mais vive além do vestibular. O que me assusta é ver o sistema engolindo todos, que estão tão ocupados e envolvidos que não conseguem nem mesmo perceber.

E confesso, lá no fundinho, tem também um certo orgulho de pensar que nos meus assuntos ainda tem a viagem de duas semanas atrás, o petit gateau do último feriado e as  novidades do blog. Que no último fim de semana nem toquei num caderno, dormi umas 12 horas, dancei forró e ri muito. Que ainda tenho coisas pra contar e nem mesmo sei o que os cursinhos tão chutando pro próximo tema de redação do Enem.

11 Comentários
24 03 2016

{Meu Ângulo} Meu Corpo

Meu ângulo - Meu Corpo

O post de hoje traz pro blog um projeto fotográfico que é puro amor: O Meu Ângulo! Leiam um pouquinho sobre o projeto:

“Um projeto fotográfico criado para blogueiros apaixonados por fotografia, com a intenção de explorar a criatividade e ampliar os nossos conhecimentos, juntos, na hora de fotografar. Com temas mensais escolhidos em conjunto, prezamos sempre a personalidade e a identidade, buscamos colocar na fotografia não só o nosso olhar, mas a nossa alma.” -Carla Malheiros, criadora do MÂP

Faz tempos que faço parte do grupo, mas rolou uma pausinha lá no mês que entrei, no seguinte não tive tempo, em fevereiro quis MUITO participar – O tema era “sensações” -mas não consegui (bloqueio fotográfico, oi ?) e agora finalmente estou postando! Gosto muito da ideia e gostei de todos os temas que vi, acho que super vale a pena participar! Pra quem tiver interesse, é só entrar no grupo do facebook.

Quando vi o tema desse mês – que, inclusive, foi o que eu votei! – já pensei de cara em como queria minhas fotos: em preto e branco, bem claras… e já pensei de cara também nos malabarismos que ia fazer pra fotografar. Depois do tripé, percebi que preciso muito de um controle remoto também! Hahahahha… Enfim, consegui fotografar e fiquei até feliz com os resultados!

Meu Ângulo PhotoProject – Meu Corpo

Corpo

Sem título

Mãos

Pés

Tattoo

Autor Desconhecido

“Corpo é alado. Corpo é sentido.

Corpo não é pecado. Corpo não é proibido.

Fora do corpo não há salvação.

Corpo é Santo, não é perdição. “

– Autor Desconhecido.
Piernas

Pernas

O poema ali em cima escrito nas minhas pernas conheci há muito tempo, também numa foto em que ele estava escrito nas costas de um homem. Nunca descobri o autor (acreditem, já pesquisei muito) mas achei tão lindo que decorei. As outras fotos, bem… basicamente, eu. Espero que tenham gostado – do projeto, das fotos.

Não esqueçam de me contar o que acharam e, se participarem também, de deixar o link pra mim ver suas fotos também, ok? Até mais!

27 Comentários
21 03 2016

8 on 8: Música!

8 on 8 - Música.

8 o 8 mais que atrasado? Vai ter sim!

O tema que escolhemos esse mês foi “música” e, apesar de amá-lo, não conseguia pensar em nada e a criatividade fugiu totalmente de mim. O combinado no grupo é que mesmo que atrase a gente faz o possível pra postar, então… aqui estou eu, depois de um fim de semana delicioso e inspirador, com as fotos de março!

Não conseguia nem pensar em uma música pra usar como tema, mas quando vi as fotos que tirei sábado num passeio à Serra da Piedade, em Caeté (aqui pertinho de BH) só consegui pensar na música “Terminei indo”, dA Banda mais bonita da cidade. Vamos às fotos? Como legenda, trechos da música e deixo aqui o clipe pra vocês ouvirem enquanto vêem as fotos!

 

8 on 8 – Música – Terminei Indo

Eu já sei caminhar em tantas nuvens...
“Eu já sei caminhar em tantas nuvens…”

E posso visitar de vez em quando o chão
“E posso visitar de vez em quando o chão…”  (Foto por uma moça que perguntou se queríamos que ela tirasse uma foto nossa… Ela acabou errando na primeira foto e saí só eu! hahah)

Do alto do parque, por cima das árvores eu vejo você
“Do alto do parque, por cima das árvores eu vejo você…”

Antes de bater o vento eu já pensava em voar...
“Antes de bater o vento eu já pensava em voar…” (Foto por: João)

Mas o tanto que eu levar de você...
“Mas o tanto que eu levar de você, eu deixo um pouco pra me misturar…” (Foto por: Regina – mãe! hahah)

Me sento sempre na janela...
“Me sento sempre na janela…” (Da janela da van…)

E a minha casa é onde vão meus pés...

E a minha casa é onde vão meus pés...
“E a minha casa é pra onde vão meus pés…”

 

O que acharam das fotos, pessoal? Eu confesso que gostei bastante, amo a música que escolhi, amo todos esses trechos… Sem contar que o dia das fotos foi extremamente especial pra mim: Pessoas que amo, um lugar que amo, muitas fotos, muitas risadas… Não poderia ser melhor!

Aaah, e não se esqueçam de ver o post das outras meninas, ok?

Carol || Day || Dani || Débora || Lari || Mônica || Paula 

5 Comentários