28 05 2018

Notas sobre o caos – ou, novidades e ansiedade

Notas sobre o caos - ansiedade e novidades

Convivo com a ansiedade desde sempre: Me lembro de ainda criança, com meus 6 ou 7 anos, passar minha primeira noite em claro por causa da ansiedade pra uma viagem na manhã seguinte. Desde então, muitas noites foram passadas em claro – por motivos grandes, por motivos bobos e até sem motivo nenhum. Qualquer mudança de ritmo, de rotina, qualquer decisão importante ou coisa do tipo são sempre períodos conturbados por aqui.

Estou longe do blog a mais tempo que gostaria – tem tanta coisa pra contar, tanto post que eu queria ter feito mas não sei se vale a pena mais, tanta novidade… – e me peguei reparando que estou afastada desde uma mudança na rotina. Passei meu curso de fotografia pro sábado de manhã, por mil motivos que não convém explicar, e aí tudo começou a mudar.

Minhas tardes ao longo da semana ficaram livres, e com isso resolvi que seria um bom momento para tentar começar um estágio. Decidi isso meio repentinamente e na mesma hora enviei meu primeiro currículo. 20 minutos depois o telefone toca e em alguns minutos minha primeira entrevista de estágio da vida tava marcada.
A ansiedade tomou conta de mim e até como respirava eu esqueci – por mais que tentasse me controlar, o resultado foi uma noite em claro e uns 3 dias de dor nas costas (hello tensão nervosa my old friend).

Fui pra entrevista, me saí até bem e apesar de não ter conseguido a vaga não fiquei tão decepcionada com isso – foi só a primeira e tô mais que acostumada a ver amigos nessa mesma saga, tá tudo bem. Depois disso já marquei outras entrevistas, passei mais uns nervosos, fiquei feliz por conseguir dormir antes de uma entrevista… continuo na saga e continuo tentando lidar com a dor nas costas e as espinhas que vieram de brinde no processo.

Desde então a vida tem sido procurar vagas, mandar currículos, marcar entrevistas e tentar lembrar de respirar, de cuidar de mim e de respeitar meu próprio ritmo. Eu sempre tenho medo de contar essas coisas aqui no blog porque tenho a sensação de que tô criando mais expectativas em mais gente e consequentemente decepcionando mais gente se falhar – eu preciso parar com isso, entender que é coisa da minha cabeça e que tá tudo bem falhar de vez em quando, né?

Apesar de tudo isso, tem sido tempos incríveis em muitos quesitos. Esse post é um desabafo e uma atualização – afinal, acredito que falar da turbulência de vez em quando é um jeito bom de sentir que a gente não tá sozinho e de lembrar pro mundo que ninguém tem a “vida perfeita de Instagram“, que é normal ficar meio mal as vezes – mas sempre prefiro focar e dar atenção pras coisas boas, e é por isso que é sobre elas que vou falar no próximo post.

Tentarei aproveitar a semana sem aula por causa da greve dos caminhoneiros pra botar isso aqui em dia… Aproveitem também pra me contar como anda a vida de vocês, estou com saudades de conversar por aqui!

 

11 Comentários

11 Comentários em "Notas sobre o caos – ou, novidades e ansiedade"

  1. Taís disse:

    Oi sua linda, respire e tenha calma <3
    É difícil a gente não se cobrar tanto e ficar nessa ansiedade com as coisas, super entendo. Eu também sou assim de que, qualquer coisinha, por mais boba que seja, pode me tirar o sono, até já acostumei haha
    Mas o importante é nunca esquecer de respirar e manter a calma.
    Boa sorte com a busca de estágio, torcendo aqui pra uma vaga muito legal aparecer e dar certo pra ti.
    Beijos :*

    [Reply]

  2. Carol Justo disse:

    Falando em ansiedade, hoje eu tive mais uma crise, depois muitos meses sem passar por isso.
    Espero que você consiga aproveitar bastante essa semana para por a vida em ordem, infelizmente eu vou ter que trabalhar e quebrar minha rotina para poder ir pro trabalho e conseguir voltar, pq está faltando ônibus…

    Boa sorte na procura do estágio.

    Carol Justo | pink is not rose

    [Reply]

  3. LARY disse:

    cerque-se do bem, daquilo que pode ser bom para você. mais do que música e canção. cerque-se de pessoas. gente que sente, que possa te compreender e mostrar através dos detalhes como a vida realmente é. Laurinha, nossa vida é tudo isso. é riso, choro, tropeço; tudo junto. a ansiedade não precisa e não irá sair de nós, mas ela precisa ser compreendida como parte do processo de viver. lembre sempre que os monstros estarão com você. não romantize. mas, principalmente, não os coloque como o centro da sua vida, pois eles não são; nunca serão. todos estão mal. eu estava mal. fulano pode estar mal também. a calma não é tão clichê assim. então abraça ela. lembra que tudo é processo, é compreensão. a vida pode ser bonita. você é incrível demais! <3

    [Reply]

  4. Claudia Hi disse:

    Ai Laura, espero que esteja melhor. Ansiedade é um negócio sério. Só quem passa entende. Mas uma coisa que me ajudou muito a passar/melhorar foi conversar com pessoas próximas. Mas falar mesmo sobre o que você está sentido. É MUITO doloroso, dá MUITA vergonha e talvez você nem consiga falar por estar chorando. Mas alivia esse peso que a gente põe nas nossas costas. Não digo que sara, porque nunca sara. Mas melhora sim.

    Se quiser desabafar estamos aí, manda um e-mail, mensagem no blog ou um direct no instagram. Tô aqui pra ouvir.

    [Reply]

  5. Samara Salles disse:

    Amei!!!

    Excelente artigo!

    Sempre com artigos excelentes, com bastante informações e dicas extraordinárias.

    Parabéns!

    Visite Meu Blog : Sonho da Loteria

    [Reply]

  6. O “lidar com a dor nas costas” me chamou muito a atenção. Estou tentando me livrar delas tem vários anos… começou fraquinha e agora vivo a base de medicamentos. Talvez passe por uma cirurgia no meio do ano.
    Vai ver o que é isso, tá? Yoga tem me ajudado muito… vale a pena tentar!
    Um abraço!

    [Reply]

    Laura Reply:

    No meu caso é o que falei ali em cima: tensão nervosa. Eu fico muito nervosa/ansiosa/estressada e a musculatura da minha lombar trava completamente (fica duro msm, dá pra sentir passando a mão) e aí causa dor… já fui no médico, mas é isso mesmo…De qualquer forma, obrigada pela preocupação!
    Beijos!

    [Reply]

  7. Ana Barros disse:

    Oi Laura, eu queria poder dizer para você relaxar e que tudo vai dar certo, você vai encontrar um bom estágio e essa tensão vai passar. Mas a real é que eu não posso dizer isso, me identifiquei muito com o seu posto e sei que nada que alguém de fora fale melhore. Estou com uma dor no joelho desde que tive uma experiência um pouco traumática há um ano atrás e nenhum médico encontra a causa, já fiz vários exames e não encontramos o motivo. Sempre que eu tenho algum episódio que me deixa nervosa as coisas pioram. Eu fui uma criança igualzinha a você, que não dormia antes de viagens e passava noites em claros. Temos que aprender a lidar com isso, e seguir em frente, vai dar tudo certo no fim <3

    [Reply]

  8. Eu sei como é, pois tenho ansiedade e tomo remédio para ficar menos ansiosa, é difícil lidar com isso, mas temos que enfrentar, pois não adianta fugir, por isso resolvi fazer caminhadas e relaxamento para me desligar um pouco.

    [Reply]

  9. Essas primeiras entrevistas são sofridas mesmo, mas depois vai ficando mais fácil e quando for o lugar certo, parece que simplesmente clica. Tenho bastante ansiedade com relação a coisas específicas da vida e te entendo MUITO. O que eu faço geralmente é ouvir música e ver algum filme. São meus relaxantes, mas há quem use exercício físico… Gosto muito de ser real também, de tempos em tempos eu também dou esses desabafos no blog. Obrigada. Cê é maravilhosa.

    [Reply]

  10. clara rocha disse:

    Ah! eu entendo como você se sente de verdade. Eu estava em um momento de tamanha ansiedade porque estava desenvolvendo TREZENTOS projetos ao mesmo tempo e é claro que não deu certo, não tem como uma clarinha tomar conta de tudo isso sozinha né. 🙁 Mas espero que você já tenha conseguido em alguma medida se organizar e não se cobre tanto sabe, aos poucos tudo vai se acertando e você vai voltando pro bloguito ♥ e tomara que consiga o estágio logo.

    [Reply]