30 06 2014

Nos cinemas: A culpa é das estrelas

Hey gente :3
Já tem quase duas semanas que fui assistir A culpa é das estrelas, mas minha vida acabou movimentando um pouco ~fiquei mais velha, saí varias vezes, recebi visitas, fui dominada pelo sono…~ e acabei enrolando cada vez mais esse post, mas hoje vim falar do que achei do filme.

Primeiramente: Acho que nunca falei sobre o livro aqui, então vale um resuminho antes: Gosto bastante do livro, me fez chorar (obviously?), achei super envolvente e adorei a forma como a história é contada, mas tá longe de ser meu favorito do John Green (Quem é você, Alasca? ). … enfim, o livro me agradou bastante. Agora vamos falar do filme…

O filme/livro conta a história de uma garota, Hazel Grace, que foi diagnosticada aos 13 anos  com câncer de tireoide e metástase nos pulmões, e por isso sempre está acompanhada de Felipe- seu carrinho/mochila de oxigênio. Ela tem uma forma muito realista de conviver com a doença e não se faz de coitadinha . Acho a forma dela lidar com o mundo linda, apesar de um tanto quanto assustadora e depressiva as vezes – Hazel se considera uma granada. A mãe suspeita que ela esteja com depressão e por isso obriga-a a frequentar um grupo de apoio Cristão, e lá Hazel conhece Augustus (Gus) Waters, um garoto de 17 anos que perdeu a perna graças a um câncer nos ossos, mas que ao que tudo indica está curado. Os dois se apaixonam e em determinado momento vão para Amsterdã conhecer o autor do livro favorito de Hazel- Uma aflição imperial, Peter Van Houten- mas nem tudo sai como o esperado. 
Achei o filme bastante fiel ao livro. Sabe quando você tá vendo o filme e lembra das exatas palavras que foram usadas pra descrever a cena do livro? Comigo foi exatamente assim o filme quase todo. Acho que com certeza  faltaram algumas coisas – exemplo pra quem já leu: o jantar no Oranjee podia ter sido bem mais “mágico”-, mas para uma adaptação achei fantástico (leia como: chorei).
Shailene Woodley(minha eterna Amy *-*) foi fantástica fazendo a Hazel, mas pra mim Augustus Waters (Ansel Elgort) deixou a desejar. O ator me passou muito a sensação de “bobão”, e no livro Gus me parece muito mais profundo (e até meio filosófico demais as vezes). Os pais da Hazel também foram muito bons. Acho que o personagem que mais me conquistou foi Isaac, amigo de Gus (e depois também de Hazel) que fica cego por causa do câncer… achei que o ator ( Nat Wolff ) foi bem expressivo, fantástico. 
Enfim: Adorei o filme. Foi impossível não sair do cinema rindo e comentando sobre as cenas que você ouvia 300 suspiros e choros pelo cinema. Um equilíbrio perfeito entre tristeza e alegria, entre drama e humor. 
E vocês, já assistiram o filme ou leram o livro? Me contem o que acharam!
Beijos, 
até a próxima!
14 Comentários

14 Comentários em "Nos cinemas: A culpa é das estrelas"

  1. Oi Laurinha… o filme é legal…mas não me surpreendeu. É um drama cotidiano… passa mensagens interessantes ..tipo: que a dor precisa ser sentida pra ser curada… e que a gente não tem controle da vida ..como a gente deseja ter e acha que tem. Ela não queria namorar o mocinho para não o fazer sofrer pq morreria antes dele. No entanto, ele morre primeiro. Caso tivesse ficado no controle . por medo de sofre nem teria vivido uma experiência tão linda com ele como viveu…. Seria o sintoma: “dor e medo da perda antecipada”a carta 35 do tarô..que é nada mais nada menos que um sintoma da mente… que nos tirar as vezes a oportunidade de viver enquanto a vida acontece …. por puro medo de perder…. por necessidade de controlar. Mas já vi filmes que tratam disso de forma mais legal…. o engraçado foi ver as adolescentes chorando aos soluços…rsssss .. Bjs

    [Reply]

  2. Marcos Petter disse:

    As visitas ne laura kkkkkkkkkkk foi daora esse dia principalmente o filme que nos vimos u.u amei o livro e chorei vendo o filme a culpa e das estrelas bjs.

    [Reply]

  3. Laura, tenho a sensação de que se vc morasse aqui teríamos muito o que conversar kkk' Para começar: “Quem é você, Alasca?” já foi para o meu caderno de livros lidos e ganhou um coração na frente s2s2s2' Que livro perfeitoo!!!!! Sério, amei, achei que a Alasca faria uma aparição sobrenatural no fim do livro :((
    Bom, como vc disse que gosta de histórias tristes, eu vou te indicar um livro: O pequeno médico, vc tem que ler, é o livro mais triste que eu me lembro de ter lido rsrs'
    Quanto ao filme, achei sacanagem terem ignorado a outra namorada do Gus que morreu de câncer tbm… O ator q o interpretou tbm me transmitiu sensação de 'tiradão e tarado' ¬¬' imaginava um Gus, usando suas palavras, mais profundo…
    Meus parabéns pelos 16 anos ^.^ Muitos livros na tua vida!!
    Beijocas :*

    [Reply]

  4. Meu ultimo post fala um pouco minha opinião sobre o filme… também achei que algumas coisas deveriam ser melhoradas, por exemplo o escritor Peter, no livro imaginava ele bem mais velho…hauheuhaea

    Um beijo
    Sherry
    misslittlepanda.blogspot.com.br

    [Reply]

  5. Dani Duque disse:

    Eu estou louca pra assistir o filme!!!! O livro? Li duas vezes e me emocionei as duas vezes que li! Estou louca para ver o livro ganhar vida! bj bj
    http://www.pgaveta.blogspot.com

    [Reply]

  6. Laura Nolasco disse:

    Haha, sim sim tia Wal… lendo o livro/vendo o filme percebi todos esses “sintomas”, só não saberia encaixá-los no tarô kkkkk
    E sim, foi engraçado o choro do pessoal ~e meu~kkk
    Beijinhooos!

    [Reply]

  7. Laura Nolasco disse:

    Hahaha sim sim Petter, deliciosas visitas!
    Beijos!

    [Reply]

  8. Laura Nolasco disse:

    Kkkkkkk concordo Rafa! Acho que a gemte se daria super bem hehe :3
    Eu também me apaixonei pelo livro… fico tão feliz que teenha gostado de uma indicação minha!
    Pode deixar que assim que terminar os que tô lendo vou procurar esse…
    Também senti falta disso! Ela nem mesmo foi citada…
    Obrigada Rafa!
    Beijos!

    [Reply]

  9. Laura Nolasco disse:

    Sim, Eu também imaginei o Peter Van Houten mais velho/cabelo branco/gordo hahahaha
    Beijos!

    [Reply]

  10. Laura Nolasco disse:

    Haha, veja sim e me conte o que achou Dani!
    O livro com certeza é mais bonito, mas o filme também vale a pena ver…
    Beijos!

    [Reply]

  11. Eu assisti uma semana depois da estreia. Primeira vez que choro no cinema haha foi um coro de soluços que nunca vi antes na minha vida. Uma ótima experiência. O filme foi bem fiel ao livro.
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    [Reply]

  12. Larissa disse:

    Eu não assisti o filme ainda, mas to super afim pra ver como foi reproduzido :3
    só li o livro por enquanto o/

    Loud Like Moi

    [Reply]

  13. Laura Nolasco disse:

    Haha, eu já chorei outras vezes ~A menina que roubava livros talvez tenha sido meu maior alagamento de cinema da vida~
    Achei bem bacana também… beijos!

    [Reply]

  14. Laura Nolasco disse:

    Haha, vale a pena ver sim!
    Beijos moça!

    [Reply]