livros

11 de maio de 2021

Se 2020 não tivesse sido um ano de tantas compras incríveis, eu poderia dizer que o Kindle foi a minha melhor compra do ano. O leitor digital só perdeu o posto porque chegou em um ano que também teve minha câmera nova (a tão sonhada FF), um notebook novo e minha mesinha digitalizadora.

Se levarmos em conta que as outras compras citadas tem um caráter mais “profissional”, acho que posso dizer que foi minha melhor compra pessoal de 2020. Como toda boa amante de livros, eu era meio desconfiada com a ideia de ler e-books, mas posso dizer que, depois da primeira leitura completa no Kindle, essa desconfiança se foi e acabei gostando muito da ideia. 

2020 foi um ano em que eu decidi retomar o hábito da leitura, que tinha se perdido quando entrei pro CEFET e parei de ter tempo pra qualquer coisa. Depois disso, eu só lia coisas para trabalhos de faculdade e sentia falta de viajar entre as páginas de um livro. 

Livros lidos em 2020 / começo de 2021

Eu já tinha tentado voltar com esse hábito antes, mas dessa vez resolvi começar comprando um livro novo (ao invés de tentar insistir com os que tinha parados na estante), o tempo “livre” por causa da pandemia ajudou um pouquinho também e o Kindle completou tudo que eu precisava para voltar a ler. 

Vamos conferir minha listinha de livros lidos por aqui? Já vou avisando: não esperem nada muito inovador ou gênero totalmente diferente… cês sabem que eu sou ratinha de romances clichês, né?

Eleanor & Park

Na saga de querer comprar um livro novo, entrei um dia nas lojas Americanas e Eleanor & Park tava em promoção por uns R$10,00.

Nem pensei muito, né? Lembrei que eu já tinha achado a capa bonitinha há uns anos atrás e, mesmo sem saber muito sobre o livro, comprei. E não é que comecei bem? O livro é um romance bem adolescente e cheio de drama familiar que conseguiu me prender do início ao fim. 

Livros lidos: Eleanor & Park

Eleanor & Park conta a história de dois adolescentes “esquisitos” (uma garota gorda, pobre e ruiva e um asiático nerd) que acabam se encontrando e se apaixonando na escola. Com certeza tem alguns problemas com relação à forma estereotipada que os personagens são retratados, mas sinceramente? Achei bem fiel ao que vi e vivi na escola mesmo… adolescente é cruel, né? 

O que mais gostei foi das sensações que o livro consegue transmitir: o coração acelerado por coisas simples como ficar de mãos dadas, as bochechas doendo de tanto sorrir… coisinhas bem adolescentes e gostosinhas que eu senti tudo de novo enquanto estava lendo. 

A garota que eu quero

Eu sempre gritei aos 4 cantos do mundo sobre como A Menina Que Roubava Livros é meu livro preferido e quando a Amazon me indicou um e-book de outro livro dele por R$2,00 eu nem pensei muito.

Eu ainda nem tinha o Kindle, e foi depois de ler A garota que eu quero em uns 3 dias pelo aplicativo no celular que eu resolvi comprar o aparelho. O livro é curtinho e também conta a história do primeiro amor de um garoto mais “esquisitinho”, Cameron, que não é popular como seus irmãos e se apaixona por uma das muitas namoradas do irmão. 

Livros lidos: A garota que eu quero

Não acho que chegue nem perto do meu livro favorito, mas conseguiu me fazer rir e chorar e terminar o livro bem feliz. O foco na relação entre os irmãos e as reflexões sobre amor, família, sucesso e outras coisas são muito bem feitos. A ideia de um garoto que encontra refúgio nas palavras também me agrada muito e terminei a leitura com vários trechos incríveis destacados. 

Descobri recentemente que o livro faz parte de uma trilogia sobre os irmãos e fiquei a fim de ler os outros.

Amor & Gelato

Oi, eu sou a Laura e eu sou completamente alucinada por tudo e qualquer coisa que tenha relação com a Itália. Sério, podem anotar aí: eu ainda vou morar lá. Quando vi a capa de Amor & Gelato pela primeira vez em algum desses bookstagrans da vida, eu soube que precisava daquele livro. 

Livros lidos: Amor & Gelato

Em Amor & Gelato acompanhamos Lina, uma garota que perdeu a mãe e, para realizar o último pedido dela, vai passar o verão na Itália, na casa de Howard, um completo desconhecido para ela. Pra piorar a situação, ele mora em um cemitério/ memorial da 2ª Guerra. Ela ainda está vivendo o luto e tentando se acostumar com todas essas mudanças quando recebe um diário escrito pela mãe quando estava na Itália, pouco antes de Lina nascer. 

É delicioso ir ‘passeando’ pela Toscana junto com Lina, Howard e Ren, um garoto que ela conhece lá (e que é a coisa mais fofinha desse mundo inteiro, quero pra mim!). O livro é super leve e fluido, tem um mistériozinho e é gostoso ir criando suposições ao ler as lembranças da mãe de Lina. Depois também saíram dois outros livros (Amor & Sorte, na Irlanda, e Love & Olives, na Grécia) que já estou mega ansiosa pra ler também.

O ano em que disse sim

Saímos rapidamente dos romances pra O ano em que disse sim, o primeiro livro que li em 2021. Eu resolvi ler basicamente por indicação da Karine e de algumas outras amigas da blogosfera, já que nunca fui fã das séries da Shonda. O livro conta um pouco da história dela e sobre como sua vida mudou depois que ela resolveu fazer um “ano do sim”, enfrentar seus medos e sair da zona de conforto. 

Livro O ano em que disse sim

A escrita da Shonda é maravilhosa, me senti em uma conversa de amigas compartilhando a coberta no sofá: morri de rir com as dramatizações que ela faz e me identifiquei super (a introvertida & ansiosa & sonhadora que há em mim se sentiu 100% representada). Também achei uma escolha maravilhosa pra “primeiro livro do ano” por ser bastante inspirador e me fazer pensar sobre meus próprios medos, inseguranças e vontades. 

Comer, Rezar, Amar

Comer, Rezar e Amar é um livro que tava na minha lista de leituras há muitos anos. Eu gosto bastante do filme e gostei ainda mais do livro – principalmente pelo começo, por entender melhor as motivações dela pra viagem, pelos relatos sobre a depressão e ansiedade. Assim como o livro anterior, o livro narra a história de uma mulher real e acho que gostei muito disso.

Livro Comer, Rezar e Amar

E a leitura foi mais ou menos assim: ENGOLI os capítulos sobre a Itália (oi, eu sou a Laura e eu sou alucinada pela Itália, lembra?). Aí quando ela vai rezar na Índia eu fico me perguntando quem em sã consciência escolhe ir para um lugar onde você vai ter que acordar cedo pra caramba e rezar o dia inteiro… não é pra mim. Mas até que consegui tirar coisas bem legais desse trecho também. 

Na Indonésia, apesar de ser a parte do “amar”, eu gosto muito da religiosidade envolvida (a bruxinha que há em mim se alegrou com o xamã e a curandeira) e de como ela começa a encontrar o equilíbrio. Entrou pra minha lista de livros favoritos, apesar de não ter sido uma leitura fácil. 

Quais foram seus últimos livros lidos?

Bom, essas foram as minhas principais leituras de 2020 e comecinho de 2021. Pra ser bem sincera, tiveram muuuitos outros, porque entrei na onda de romances nacionais do Kindle Unlimited e nisso rolaram vários livros que li em 1 dia, de tão rapidinhos e gostosos. Ainda essa semana volto aqui pra falar sobre um deles que gostei bastante!

E vocês, o que tem lido por aí? E o que está na lista de leituras? Eu tô querendo ler A Troca e Teto Pra Dois, que muita gente tem comentado e parece bem meu estilinho de livro. Se tiverem mais indicações, deixem aqui pra mim ❤

Você também vai gostar

    Série Amores Australianos
    Conheça a série de livros Amores Australianos, de Victoria Gomes
    A influência do blog na minha vida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 Comments

  • maheri

    Oi, Laura!
    Também adquiri um kindle em 2020 e foi uma das melhores coisas!! Vendo os livros que vc tem lido, digo que os da Beth O’Leary vão ser queridinhos por aí. Ah, também conheci a Lucy Diamond em “O Café da praia” e é aquele tipo de livro que deixa o coração quentinho <3

    • Laura

      Nossa, terminei A Troca da Beth O’leary e tô 100% apaixonada!

      Vou procurar essa outra também, nunca tinha ouvido falar…

      Kindle é incrível, né?

      Obrigada pelo comentário! <3

  • Ava

    Oi Laura, tudo bem?
    Eu tô com um projeto pessoal de ler os livros encostados da minha estante heheh. Tive muitos momentos em que parei de ler para focar em outros estudos, mas depois que a pandemia começou voltei a ler.
    Esse ano quero mesmo zerar a estante, tenho muitos livros estacionados há anos, e meu foco são justamente esses.
    Também quero voltar a ler clássicos. Eles sempre foram meus favoritos.
    bjus

  • Claudia Hi

    Aww eu também me interessei por Amor & Gelato de cara só pela capa. Ainda não li, mas está na minha listinha (aquela, que é infinita rs).

    Não conhecia esse “A garota que eu quero”, mas parece bonitinho. Já vou anotar!

    “O Ano em que Disse Sim” eu já li e “Comer, Rezar e Amar” eu só assisti ao filme. Mas adorei!

    Teto Pra Dois eu li e gostei. Acho que você vai curtir Laura. Tem bem esse estilo comédia romântica que a gente gosta hehe

  • Dai Castro

    Eu vi a K. falando tão bem de O ano em que eu disse sim, que preciso ler urgente haha.
    Que bom que conseguiu voltar com o hábito de ler, realmente é um descanso para a nossa mente, viajar por outros mundos, conhecer personagens que nos marcam… Eu me adaptei super bem com a leitura pelo Kindle, e geralmente estou sempre lendo dois livros (um em edição física para ler durante o dia e um no Kindle para ler antes de dormir).
    Atualmente estou lendo A Senhora de Avalon e a Menina na Torre. Um beijo!