fotografialivros

1 de fevereiro de 2015

Oi pessoal!
É o terceiro mês do projeto “Fotografando da Janela” e esse mês o tema que escolhi foi “céu”.
Preciso admitir que não consegui nem pensar em fazer esse post sem espalhar por ele trechos do meu livro favorito… então preparem-se pra um post recheado de poesia da Dona Morte, melhor narradora do mundo. Assim como ela, amo observar o céu -e há quem me ache esquisita por isso. Uma das melhores sensações do mundo é encontrar alguém que também olhe pro céu em um horário aleatório e solte um “Olha esse céu…”, me sinto tão compreendida!

“Nem preciso dizer que tiro férias à prestação. Em cores.” 
Refletido no lago, sem perder o seu encanto…

“As pessoas só observam as cores do dia no começo e no fim, mas para mim está muito claro que o dia se funde através de uma multidão de matizes e gradações, a cada momento que passa. Uma só hora pode consistir em milhares de cores diferentes. Amarelos céreos, azuis borrifados de nuvens. Escuridões enevoadas. No meu ramo de atividade, faço questão de notá-los.” 
“Pessoalmente, gosto do céu cor de chocolate. Chocolate escuro, bem escuro. As pessoas dizem que ele condiz comigo. Mas procuro gostar de todas as cores que vejo – o espectro inteiro. Um bilhão de sabores, mais ou menos, nenhum deles exatamente igual, e um céu pra chupar devagarinho. Tira a contundência da tensão. Ajuda-me a relaxar.” 
Uma estrada que nos leva ao céu. Topo do Mundo -MG
“A pergunta é: qual será a cor de tudo nesse momento em que eu chegar para  buscar você? Que dirá o céu?” 

Todos os trechos estão lá na página 10 de A Menina que Roubava Livros.
Mais alguém aí compartilha minha mania de observar o céu?
Não esqueçam de me dizer o que acharam das fotos!

Beijos, 
até a próxima!

Você também vai gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 Comments