22 03 2018

Viajando sozinha: Festival de Fotografia de Tiradentes

Festival de Fotografia de Tiradentes

Era um dos últimos dias de fevereiro quando a Joy me procurou falando que ia pro Festival de fotografia de Tiradentes mas que antes passaria aqui por BH, perguntando se eu não animava encontrar e passear com ela por aí. De primeira animei, combinei com ela… E nem pensei muito no Festival. Aí a diretora do curso de fotografia falou do festival também e colocou preço pra passar uma noite em uma pousada… Aí veio aquela sensação “E se eu for?”.

Nos últimos dois anos tinha visto sobre o festival e morrido de vontade de ir, mas  parecia algo muito distante – ter grana pra ir, companhia, coragem e tudo o mais. Esse ano eu tô numa onda mais de tentar e fazer acontecer mesmo, sabe? Aí falei: Vou pesquisar preço de tudo, se não der esse ano eu já tenho uma base pro ano que vem. Aí comecei a pesquisar… E de repente descobri que tava super possível de ir. Achei hospedagem por 60,00 a noite, passagem não é tão absurdamente cara assim… E de repente fui fazendo as contas e me dei conta que dava pra ir.Festival de fotografia - TiradentesA decisão demorou pela insegurança de ir sozinha: principalmente ir sozinha e ficar em um hostel. Não sou a pessoa mais sociável e comunicativa do mundo, nunca tinha ficado em um hostel, nunca tinha viajado sozinha. Pensar nisso me dava uma ansiedade absurda, mas também uma vontade muito grande de me testar, ver como seria. Sempre gostei de almoçar em restaurantes sozinha, ir ao cinema… porque seria diferente com viajar? Comprei passagem, reservei o hostel, e falei: tô indo.

Festival de fotografia de TiradentesEsse semestre não tenho aulas às sextas-feiras, e por isso saí daqui sexta de manhã cedinho. Em BH peguei um ônibus pra São João Del Rei e de lá um pra Tiradentes: Isso tudo deu mais ou menos 4 horas de viagem… São João é bem pertinho de Tiradentes e não sei porque não tem ônibus direto daqui pra Tiradentes. Assim que desci do ônibus já fiquei apaixonada: Que cidade lindinha! Cheguei e fui logo encontrar a Joy pra almoçar porque tava MORRENDO de fome, e cada passo que eu dava pela cidade eu me apaixonava mais.Festival - blog-4Eu tenho uma relação de amor e ódio com cidades históricas: Não sou a maior fã de Ouro Preto, não curti muito Congonhas também… Mas Diamantina é a cidade paixãozinha da minha vida e agora Tiradentes entrou pra lista também. Amo que nas duas você tá andando por uma ruazinha cheia de casinhas históricas lindas e no fundo tem uma serra linda. Nesse primeiro dia estava bem chuvoso e a serra estava cheia de neblina… Eu não conseguia parar de olhar e fotografar e morrer de amores.

Festival de fotografia de TiradentesNesse primeiro dia almoçamos, fui pro hostel fazer check-in, os donos me mostraram direitinho como tudo funcionava, deixei minhas coisas lá e saí logo em seguida pra fotografar: Mesmo com a chuva eu queria aproveitar cada momento lá. Fiquei mais de uma hora andando pela cidade, fotografando, me encantando com cada bequinho, visitando as exposições que estavam espalhadas pela cidade. Depois fui para o local onde estavam rolando as palestras- o centro cultural Yves Alves: peguei metade de uma palestra com um ambientalista, uma sobre dois projetos fotográficos – Memento e Conexão São Paulo -Lagos e uma que foi o documentário Prelúdio da Fúria, de Gilvan Barreto e uma discussão sobre ele: simplesmente incrível!

Festival - blog-9
Festival - blog-12
Festival - blog-15
Festival - blog-16Festival - blog-5Depois disso saí com a Joy pra comer algo, rodamos um pouquinho pela cidade, achamos a Rachel – prima do pai do João que também é fotógrafa e no fim das contas ficamos até quase 2:00 da madrugada sentadas em um barzinho comendo e conversando sobre fotografia e projetos fotográficos, fotografia de mulheres, sonhos, planos… Um daqueles momentos que vai ficar na memória. Depois disso voltei pro hostel e estava rolando uma festinha lá no “quintal”, mas eu já estava bem cansada e o plano era acordar cedo no dia seguinte, então fui dormir.Festival de Fotografia Tiradentes por Laura NolascoDurante a viagem tentei gravar um vlog e apesar de não estar 100% contente com ele resolvi postar: Feito é melhor que perfeito, né? Se eu só postar quando ficar perfeito o canal nunca volta à ativa. Aceito críticas, sugestões, dicas… Pra uma primeira tentativa até que fiquei feliz! Logo logo trago pra vocês como foram o segundo e o terceiro dias dessa viagem – garanto muita emoção! Hahahahah… Até lá, me acompanhem lá no canal que quem tá inscrito vai ver o vlog antes! Espero que gostem!

Diário de viagem - Festival de fotografia de Tiradentes

8 Comentários

8 Comentários em "Viajando sozinha: Festival de Fotografia de Tiradentes"

  1. Taís disse:

    Laura, que legal que você foi sozinha! Se a gente for sempre esperar por companhia vai deixar de fazer muita coisa legal. Tenho muuuuita vontade de fazer uma roadtrip por essas cidadezinhas históricas de Minas! Coisa mais liiiiiiiiinda que é Tiradentes, vontade de ir pra lá agora mesmo <3
    Fiquei muito apaixonada nessa primeira foto!
    Beijos!

    [Reply]

  2. Claudia Hi disse:

    Que coragem Laura! Dá medo, mas é gostoso perceber que a gente sabe se virar sozinho. Já salvei seu vlog pra assistir mais tarde. Pelas fotos a cidade é muito lindinha. Me lembrou um pouco Paraty hehe

    [Reply]

  3. Oi Laura, não conhecia seu blog, adorei! Quando viajei sozinha pela primeira vez tbm fiquei insegura no começo, mas hoje sei que foi uma das melhores coisas que fiz e recomendo a todo mundo 🙂

    Amei as fotos, fui para Minas em 2016 e queria ter ido para Tiradentes, mas acabou não dando tempo, quem sabe numa próxima né!

    Beijos,
    Amanda Laboredo
    http://www.ireicomdoroty.com/

    [Reply]

  4. Katarina disse:

    Que massa, Laura! ♥ Todas nós passamos por essa insegurança, mas que bom que você decidiu ir sozinha! É uma experiência maravilhosa. Te desejo muitas outras viagens e pessoas lindas pelo caminho. Eu sou doida pra conhecer essas cidades históricas de Minas, amei suas fotos!

    [Reply]

  5. Erika disse:

    Oi Laurinha, tudo bem? Gente que post mais amor. O que dizer de cidades históricas? Sou completamente apaixonada. Se deixar fico fotografando o dia inteiro. Comentei com você que a família do meu pai é de Minas né? Então, Ouro Preto já conhecia, mas não lembro muito bem. Preciso voltar lá haha Tiradentes também está na minha listinha. Suas fotos ficaram lindas e adorei sua ideia de fazer vlog. Beijos, Érika =^.^=

    [Reply]

  6. Clara Rocha disse:

    Eu sempre amei a possibilidade de ir viajar sozinha, eu amo fazer coisas sozinha. Acredito que não exista melhor companhia que eu mesma. Realizei essa vontade dem 2015 quando viajei sozinha pela primeira vez e foi a MELHOR experiência da minha vida. Hoje em dia estando casada é meio difícil não me programar pra fazer tudo com o brayan. Mas mesmo assim eu amo pensar na possibilidade de viajar sozinha de novo.
    Tiradentes é muito amorzinho, lembra-me muito paraty e eu morro de vontade de ir no festival de fotografia paraty em foco por lá ♥
    Eu amei demais essas fotos e gostei do vlog ♥ você é muito fofinha *-*
    que delícia encontrar a joy *-*
    gente quero cada vez mais encontrar com as pessoas do mundo virtual na vida real.

    [Reply]