Bullet journal

19 de maio de 2020

Desde 2017, quando entrei na Faculdade de Letras da UFMG, me pedem pra falar sobre o curso no blog. Eu sempre falei que ia fazer esse post e acabava enrolando, mas, 3 anos depois, aqui estamos. 

Muita gente fica confuso e não entende bem o que se estuda na Letras. Muita gente acha que é só pra quem quer se tornar professor, mas na realidade são muitas possibilidades, e vou tentar explicar melhor cada uma delas. 

Lembrando que falo com um foco maior no curso da UFMG, que é onde estudo e conheço melhor. Muita coisa se aplica a outras universidades também, mas muitas outras variam de uma universidade para a outra (por exemplo, quais são as opções de habilitação que vou explicar mais pra frente. 

Vamos entender como é a faculdade de Letras? 

O que se estuda na Faculdade de Letras?

A Letras estuda tudo aquilo que é relacionado à língua e à linguagem. Não é só gramática e literatura, como muitos pensam. São várias possibilidades de estudos e, por isso, existem várias divisões no curso (as habilitações). É sobre isso que vou tentar falar um pouco aqui. 

Língua e linguagem

Você escolhe que habilitação quer seguir de acordo com o que quer estudar de maneira mais aprofundada. Na UFMG, essa escolha vem depois de ter uma base legal sobre todas as áreas, mas algumas universidades têm menos opções (às vezes, só uma) e você escolhe já na hora da matrícula.  

As habilitações da Faculdade de Letras

Considero o curso de Letras da UFMG super completo, já que ele tem várias opções. Aqui, as habilitações possíveis são: 

  • Estudos linguísticos
  • Estudos Literários;
  • Tradução;
  • Edição;
  • Lingua específica;
  • Licenciatura (simples ou dupla);

Vou tentar explicar melhor cada uma dessas opções: 

Bacharelado em Estudos linguísticos 

Essa é a habilitação para quem quer estudar a linguagem. Isso inclui vários aspectos que acabam se tornando sub-especificações, nos quais você pode se especializar depois de se formar. 

Alfabeto fonético
Alfabeto fonético

Alguns desses aspectos são coisas que já temos um certo contato no ensino fundamental e médio, como morfologia, sintaxe e semântica – mas tudo é estudado de uma forma bem diferente e mais aprofundada (e, juro, faz muito mais sentido que no ensino médio, hahah). 

Outros aspectos muito legais estudados na linguística são a fonética e a fonologia (que estudam os sons da fala, como eles são produzidos, quais são seus padrões em cada língua), os aspectos sociais e psicológicos da linguagem e estudos do texto e do discurso

Bacharelado em Estudos literários 

Muita gente resolve fazer Letras porque gosta muito de ler. Normalmente, é nessa habilitação que essas pessoas se encaixam. 

Estante de livros - estudos literários. Foto por Laura Nolasco

Nessa habilitação, estuda-se literatura, história da literatura e crítica literária. Em algumas universidades, você também pode focar seus estudos na literatura de alguma língua específica. 

Bacharelado em Tradução

O nome aqui já é bem autoexplicativo, né? Aqui cada universidade tem algumas opções de línguas, como português-inglês, português-espanhol ou português-italiano. 

Bacharelado em tradução
Meus materiais de italiano, porque fiquei sem ideia pra alguma outra foto 😅

Tem um campo de trabalho bem amplo, já que você pode estudar para se tornar um tradutor juramentado e trabalhar com documentos, trabalhar com tradução de textos literários, poesias, livros, textos, manuais, em empresas… ou até se especializar para trabalhar com textos de outras áreas mais específicas, como medicina ou economia. 

Bacharelado em Edição ♥

Meu xodózinho e o que sei falar melhor, porque é o que estudo! 

Na habilitação em edição, estudamos produção e revisão de textos e principalmente editoração.

A editoração é todo o processo de preparação do texto para a publicação, que vai desde a curadoria do que será publicado, passando pela adaptação do texto às normas e padrões da editora, adaptação da linguagem para o público-alvo e diagramação – tudo o que está envolvido no processo de produção de um livro

Mas o mercado de trabalho também não se restringe ao mundo dos livros. O profissional em edição (o editor) pode trabalhar com textos acadêmicos, revistas ou até mesmo com conteúdo para a web! 

Eu, por exemplo, trabalho atualmente com edição em um blog sobre música (O Blog do Letras ♥). Lá, junto tudo o que estudo na faculdade sobre produção e revisão de textos, normalização, padrões editoriais (e muitas outras coisas) com outros estudos pessoais sobre SEO e marketing de conteúdo. 

Bacharelado em uma língua específica 

Uma outra opção na UFMG é estudar uma língua específica de maneira mais geral. Já vi que várias outras universidades tem essa opção também (a USP, por exemplo, tem VÁRIAS línguas). 

Na UFMG, você pode escolher entre grego, latim, francês, italiano, alemão, espanhol ou inglês. 

Nesse caso, você estuda a língua, a história, literatura e tudo o mais da opção que escolheu. 

Licenciatura em Letras 

A licenciatura é para quem vem estudar Letras para se tornar professor. Pode ser simples, em português ou em inglês, por exemplo, ou dupla, como português-inglês, português-francês ou português-italiano. 

Os alunos da licenciatura vão estudar sobre a língua, a literatura e também sobre como ensinar, dar aulas, aspectos pedagógicos e didáticos. Eles saem preparados para dar aulas da língua escolhida para o ensino fundamental e médio. 

Como funciona a Faculdade de Letras?

Bom, novamente, vou lembrar que estou falando sobre a UFMG aqui, e isso varia de uma universidade para a outra. 

Os dois primeiros semestres são o que chamamos de Núcleo Comum – todo mundo estuda um pouco de tudo, como introdução à linguística e à literatura, produção de textos, fonética e fonologia. 

Depois, cada um escolhe sua habilitação e passa a seguir o percurso curricular com matérias mais relacionadas à área que escolheu estudar. Tem muitas matérias obrigatórias de cada área, mas também optativas que nos dão a oportunidade de direcionar ainda mais nossos estudos pros assuntos que queremos. 

O TCC também varia muito de uma habilitação pra outra: na UFMG, quem faz licenciatura precisa entregar relatórios dos estágios que faz durante o curso, e quem faz bacharelado precisa fazer uma monografia.

Mas as habilitações em edição e tradução tem também uma outra opção: fazer um projeto de edição ou de tradução. Essa é uma opção mais “prática” (no sentido de menos teórica) já que você entrega um produto (uma edição de um livro, por exemplo) no final, e não o resultado de uma pesquisa. 

Muitas faculdades oferecem só uma opção (só licenciatura ou só bacharelado em tradução, por exemplo), por isso, se você quer estudar Letras, é legal olhar todas as universidades próximas a você e descobrir quais são as opções em cada uma

Quantos anos dura a Faculdade de Letras?

O tempo de duração pode variar bastante (já ouviu aquela história de que é mais fácil entrar na faculdade que sair? 😅).

A habilitação e a faculdade escolhidas influenciam nesse tempo: na UFMG, o padrão para o bacharelado são 4 anos (8 períodos), para a licenciatura simples 5 anos (10 períodos) e para a licenciatura dupla 6 anos (12 períodos).  

Com o que o profissional de Letras trabalha? 

Bom, como já expliquei um pouco nas habilitações, existem muitas possibilidades. Quem se forma em letras pode trabalhar como professor, pesquisador, crítico literário, tradutor ou editor. 

Mais alguma dúvida sobre a Faculdade de Letras? 

Bom, acho que é isso. Tentei resumir pois, como vocês puderam ver, é muuuita coisa! 

Vou deixar também um agradecimento ao meu amigo João Victor, que me ajudou com esse texto pra que ele ficasse ainda mais completinho pra vocês! Vocês podem acompanhar o insta dele pra acompanhar algumas lives e postagens que ele tem feito sobre a Letras =) 

Se vocês tiverem mais alguma dúvida, podem deixar aqui nos comentários. Faço o possível pra sempre responder todo mundo por aqui 😊

Você também vai gostar

    Um livro do início ao fim: processo de produção
    Um livro do início ao fim: processo de produção
    Life Lately – Faculdade, estágio, fotografia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 Comments

  • Bárbara

    Amei esse post. Se tivesse lido isso 15 anos atrás, teria optado por Letras. Eu sempre gostei de línguas, sou professora de inglês desde os 17, mas achava que Letras = ser professor em escola regular, então acabei indo pra Comunicação Social com habilitação em Rádio e TV. Os dois primeiros anos são bem focados em comunicação, então tive língua portuguesa, filosofia, teoria da imagem, teoria da comunicação… sinceramente, gostei mais dos dois primeiros anos – teóricos – do que os dois últimos, mais focados em Rádio e TV em si. No fim acabei indo fazer pós em ensino de inglês e mestrado também. Vez ou outra penso em voltar a estudar e fazer Letras (que não existe aqui na Irlanda :/), mas já cheguei a pensar em procurar algo a distância… será que rola? No meu caso, curto mais o primeiro tópico que você comentou aqui, estudos linguísticos.

    • Laura

      @Bárbara, nossa, muita gente comenta sobre isso! O problema de todo mundo achar que Letras é só pra virar professor é muito real kkkkk
      Não sei muito sobre cursos EAD de letras, mas imagino que devem ter faculdades que tenham estudos linguísticos sim, viu! Acho que o mais difícil seria edição e tradução, mas nem sei também hahah
      E menina, eu sou doida pra fazer comunicação social! kkkkk… era meu plano inicial antes de ir pra letras, queria fazer jornalismo. Me achei no meu curso, mas as vezes ainda dá aquela vontade hahaha

      Beijos!

  • Alê

    Adorei esse post. Letras era um dos cursos que estava no meu radar quando tive que escolher para qual curso prestaria vestibular. Acabei escolhendo Pedagogia, mas tentei zilhões de vezes pegar italiano lá na Letras (nunca consegui). Consegui pegar Romantismo português num curso de verão e amei demais. Se eu cursasse Letras, provavelmente iria para estudos literários. Na UnB tem letras português para estrangeiros, letras espanhol, letras japonês, letras inglês… Enfim, tem bastante opção. Fato é que eu vivia caçando disciplinas em outras faculdades, pois nerd perigueti hahahhaha Você já decidiu se vai fazer projeto de edição ou monografia? Beijos.