16 08 2014

Dança do ventre

  Hey pessoal!
  Estava relendo uns posts antigos do blog e encontrei esse post onde falei sobre ballet e me deu vontade de falar também de outra dança que já fiz:  a dança do ventre.

  A dança do ventre não tem registros históricos muito concretos, por isso é difícil dizer quando e onde surgiu, mas é muito praticada no Oriente Médio e Asia Meridional e acredita-se ser datada ente 7000 e 5000 a.C..Sabe-se porém que surgiu como ritual de preparação da mulher para se tornar mãe.

  Por esse motivo, a dança primitiva (com movimentos diferentes dos atualmente executados) era repleta de movimentos pélvicos e abdominais. A dança do ventre sofreu muitas modificações, inclusive em 1930 muitos movimentos do ballet clássico Russo foram aderidos à dança. Ganhou também em algumas modalidades aspectos sensuais exóticos, o que levou à sua proibição em países árabes conservadores.

  Atualmente, os movimentos principais são ondulações abdominais, de tronco e de quadril (combinadas ou não), de braços e mãos, batidas de quadril e movimentos conhecidos como shimmies, que são “tremidos”.       Ainda hoje as ondulações abdominais são uma imitação das contrações do parto.

  Entre as vantagens que a dança do ventre traz, estão a correção da postura, fortificação da musculatura, aumento da circulação sanguínea, da flexibilidade e resistência física e da coordenação motora e equilíbrio. Sem contar que a dança aumenta a auto-estima e aflora a feminilidade, diminui a timidez e alivia o stress.

  A dança é geralmente praticada com os pés descalços, simbolizando o contato com a Terra, bustiês e saias fluidas. Há modalidades que incluem acessórios como o véu, a espada ou o candelabro.

  Todas as vezes que eu disse que fazia/já fiz dança do ventre, não pude deixar de notar olhares tortos e recebi comentários que criticavam religiosamente a dança, além daqueles que tratam-a única e exclusivamente como uma dança sensual para o entretenimento masculino. O que poucos sabem é que a dança do ventre tem sim uma ligação com a sensualidade, mas acima de tudo é uma arte. Uma forma de expressão corporal tão cheia de cultura e história que não caberia em um único post (mas, pra quem te curiosidade, os links no fim do post podem ajudar bastante).

 A minha experiência na dança não foi muito longa (graças aos problemas com meu joelho), mas posso dizer que sou totalmente apaixonada por ela e ainda quero voltar a praticá-la. Ao contrário do ballet, a dança do ventre pode ser praticada por todas, independente da idade, peso e outras coisas. Dos acessórios, o único que cheguei a usar foi o véu, e apesar de ter muita dificuldade em me adaptar a ele, depois de me acostumar simplesmente amei a fluidez, leveza e feminilidade da dança com ele.

  Espero que tenham gostado do post. A dança do ventre é uma das minhas paixões e por isso merecia um espacinho aqui no blog. As informações foram retiradas de diversos sites como wikipédia, Brasil escola, e blogs fantásticos sobre a dança como o Dança do Ventre Brasil e Bellymaniacas.

Beijos, 
até a próxima!
13 Comentários

13 Comentários em "Dança do ventre"

  1. Nunca fiz aula para nenhum tipo de dança, mas a dança do ventre é algo que me interessa, acho lindo as moças dançando!
    Beijinhos ♥

    BLOG: http://WWW.MONTADANOESTILO.BLOGSPOT.COM

    [Reply]

  2. Oi! Eu acho a dança do ventre tão linda, assim como o balé. Gostaria de aprender ambos. Mas sou muito tímida quanto a dança. Espero melhorar nisso.
    http://eu-ludmilla.blogspot.com.br/

    [Reply]

  3. Marlana disse:

    Acho a dança do ventre uma arte incrível, sempre quis aprender a dançar, mas vivo adiando (inclusive estou adiando muitas coisas na minha vida) Pretendo daqui algum tempo começar, além de ela trazer uma leveza e graciosidade pra mulher, acredito que quem dança se sente muito melhor consigo mesma, muito mais linda e viva! Poderia ser chamada de dança da auto-estima hehe

    http://www.palavrasrepetidas.com

    [Reply]

  4. Julia Pacheco disse:

    sempre tive muita vontade de fazer dança do ventre, acho lindo demais! mas nessa bimboca que eu moro não tem essas coisas legais hahaha quem sabe um dia né? amo dançar, acho que é uma das formas de expressão artística mais poderosas!
    eu fico pasma com a quantidade de gente falando bosta, como se tudo que a mulher decidisse fazer tivesse conotação sexual ou feita somente para deleite de homens… passou da hora da galera entender que a gente faz as coisas pra nós mesmo, pra nos sentirmos bem. e a dança do ventre com certeza se enquadra nisso =D
    beijos!

    [Reply]

  5. Gabbe disse:

    Dança do ventre é linda *-* eu já fiz ballet, tenho vontade de fazer outra vez, acho lindo demás, e dança de salão *-*

    Post novinho e FANPAGE! Vamo lá?
    Blog: Wow, Lovely!

    [Reply]

  6. Não faço dança do ventre, mais é linda *-* Nunca fiz aula de dança, sou muito dura para dançar, mais admiro quem faz *-*
    Seguindo,
    http://alguem-escreveu-coisas.blogspot.com.br/

    [Reply]

  7. Laura Nolasco disse:

    Só não acho que vale deixar a timidez te impedir de fazer algo que você tem vontade… como disse, a dança do ventre até mesmo diminui a timidez e aumenta a auto confiança…
    Beijos Ludmilla!

    [Reply]

  8. Laura Nolasco disse:

    É mesmo lindo!
    Beijos 🙂

    [Reply]

  9. Laura Nolasco disse:

    AAAh dona Mari!
    Vamos parar de adiar? Hahah… com certeza, quem dança por amor se sente muito melhor consigo mesma, mais alegre, viva…. é tudo de bom!
    Beijos!

    [Reply]

  10. Laura Nolasco disse:

    Nossa Julia, acho bem sua cara, seria lindo você dançando!
    Espero que um dia você consiga fazer! E sim… ninguém merece gente que em pleno seculo 21 ainda acredita que a existencia da mulher se resume à dar satisfação ao homem!
    Beijos!

    [Reply]

  11. Laura Nolasco disse:

    Já fiz ballet também, mas não sei se teria muita paciencia… é muita regra, muita limitação, muita exigencia…. a dança do ventre pra mim é um pouco mais livre, mais justa, por isso gosto mais.
    Beijos!

    [Reply]

  12. Laura Nolasco disse:

    Não deixa esse pensamento de que é muito dura pra dançar te atrapalhar não moça!
    A dança trabalha isso… você não precisa chegar lá sendo completamente solta nem nada disso… com o tempo vai aprendendo a ser mais maleável (no corpo e na vida!).
    Beijos!

    [Reply]

  13. Comecei a praticar a dança do ventre por indicação médica,e estou adorando,os efeitos no corpo são maravilhosos e se nota um avanço na saúde em pouco tempo.Acho uma dança muito sensual e feminina e realmente adoro.Beijinhos 🙂

    [Reply]