26 02 2015

Da janela que é o meu lugar

Janela

Porque é da janela que observo o mundo.Que absorvo o mundo.
É da janela que vejo as linhas e só na janela percebo as entrelinhas.
É da janela que ouço os olhos e vejo o doce som da voz da vida.
Porque a janela é minha porta do mundo.
Da janela vejo ele chegando e da janela vejo os carros passando cheios de vidas que nunca viverei.
É da janela também que dou meu último adeus e um sorriso de até mais tarde.
É pela janela que entra o vento que vem bagunçar meu cabelo,
e é na janela que a chuva bate quando me chama para brincar.
Tem também as janelas da alma, e dessas eu quase gosto mais.
Do sabor das cores que elas mostram lá fora.
Dos amores e dores que escondem lá dentro e que eu cismo em rimar.
De todos os sorrisos que não me deixam duvidas
De que a janela é o meu lugar.

Laura Nolasco
4 Comentários

4 Comentários em "Da janela que é o meu lugar"

  1. Hey Laurinha, boas palavras na medida certa fizeram um poema com ótimos trocadilhos 😉 Gostei! Gostei da janela também da imagem, aqueles reflexos de árvores ficaram massa…Beijoos!

    [Reply]

  2. Anônimo disse:

    oi, me pasa seu whatsapi??

    [Reply]

  3. Laura Nolasco disse:

    Hey Rafa! Muito obrigada… as vezes dou na louca e escrevo coisas assim… ainda me sinto desconfortável em postar aqui, mas resolvi que se é meu cantinho, tudo que escrevo e gosto merece seu espacinho aqui!
    Beijos

    [Reply]

  4. Laura Nolasco disse:

    Oi, prq eu passaria o wpp pra um anonimo? 😉

    [Reply]