31 08 2016

BLOG DAY e todo o amor que o blog me trouxe

BLOG DAY - E Todo o amor que o blog me trouxeHoje, como muitos sabem, é comemorado o Blog Day: um dia em que a blogesfera se une pra compartilhar a falar sobre seu amor pela… blogesfera! Hahahaha… Antigamente (ó a idosa falando) o costume era indicar seus blogs preferidos pros seus leitores, mas já fiz um post nesse estilo há pouco tempo e nunca tinha comemorado a data aqui no blog (Só na page e no insta) então não iria fazer nada… Mas a incentivo do bloginspira (Repito: o grupo mais amor desse mundinho todo!) aqui estou eu aproveitando meus quase 6 anos de blog pra dar uma de tiazona e contar pra vocês o que o blog já trouxe de bom pra essa minha vidinha!

BLOG DAY: Todo o amor que o blog me trouxe

-Aprendi a não ter vergonha do que escrevo!
No começo era assim: Só escrevia quando tava sozinha em casa, postava, fechava o blog e apagava do histórico pra ninguém desconfiar ou encontrar aquilo. Eu assinava como “LR” (De Laura Rosa… Sim, é mais um dos meus sobrenomes! Hahah) pra não ter chance mesmo de alguém encontrar e reconhecer. Com o tempo, passei a divulgar o blog e, aos pouquinhos, descobri que as pessoas gostavam de saber que eu tenho um blog, que eu escrevo… E comecei a divulgar ainda mais, coloquei fotos minhas, meu nome com todas as letras… Hoje, é difícil dizer alguém que me conheça e não saiba que tenho um blog. Claro, ainda tem muito caminho pela frente: Ainda fico vermelhinha de vergonha se alguém elogia meu blog pessoalmente, me diz que leu e gostou, me reconhece pelo blog ou qualquer coisa! Mas até isso tá ficando mais fácil… Quem sabe um dia não vai ser algo totalmente normal pra mim? Hahahah

-Aprendi a aceitar minhas mudanças!
São 5 anos e meio de blog… No começo, tinha 12 anos. Hoje, tenho 18. Quanta coisa mudou nesse tempo? No começo, o blog falava muito sobre livros. Eu lia 2 livros por mês com a maior facilidade do mundo, então não era nada difícil falar sobre livros 2 vezes por mês no mínimo… Esse foi, por muito tempo, o assunto principal por aqui. Quando entrei no CEFET, meu ritmo de leitura caiu, e caiu, e caiu. O cansaço chegou a um nível que, se lesse 2 livros no ano eu ficaria feliz. Tentei me forçar a ler mais pra não abandonar o assunto por aqui… E acabei numa ressaca literária que deixa resquícios até hoje. Com o tempo, percebi que não tinha importância mudar de assunto principal por aqui: hoje, muita gente diz que o blog é sobre fotografia. Muita gente diz que é sobre viagens. Eu? Digo que é um blog pessoal. Não sou eu que tenho que me adaptar ao assunto dele… Ele se adapta, naturalmente, à minha vida, minhas paixões, meu momento.

-Aprendi a aceitar e entender melhor meus erros.
Eu li um post sobre isso esses dias e percebi o quanto o blog me testa todos os dias com isso, mas também me ajuda muito: pessoas comentam posts antigos ou o “neste dia” do facebook esfrega eles na minha cara todos os dias. Eu já passei muito pela onda de querer apagar tudo que tem mais de 1 ano no blog e esquecer que tudo aquilo existiu. É um tanto de foto de tamanhos diferentes, um tanto de expressões esquisitas que eu usava, um tanto de texto colorido, fotos clichês retiradas do we❤it.  E aí eu comecei a pensar sobre o quão errado é isso: o legal de ter um blog tão minha cara é poder recordar momentos da minha vida. É poder perceber o quanto evoluí. É ver, através dos posts, as mudanças que aconteceram na minha vida – por dentro e por fora. E percebi, por fim, que encontrar erros e problemas quer dizer que eu evoluí. Estou dando o melhor de mim agora, neste momento. Pra mim, os meus últimos posts foram todos incríveis. Mas não tenho dúvidas – e quero muito!- esbarrar com estes posts todos daqui há uns anos e perceber que podia ter iluminado melhor aquela foto e usado menos vírgulas no texto Z. Quer dizer que o meu melhor hoje é melhor que o meu melhor era há 2 anos atrás, ou até mesmo que 3 meses atrás. Percebem o quão incrível isso é?

-Me fez explorar novas coisas
Se não fosse pelo blog, talvez eu não soubesse nem metade do que sei de edição de fotos, mesmo depois de ter feito um curso sobre isso. Se não fosse o blog, eu nunca na minha vida teria editado um vídeo. Nunca aprenderia o que é SEO. Nunca teria tentado fazer um look do dia – e descoberto que eu gosto bastante disso. Graças ao blog explorei fotografar novas coisas, fazer novas receitas, me arrisquei um pouquinho que seja no mundo das maquiagens. Ter um blog pra mim é, frequentemente, me desafiar a fazer coisas novas. Tentar coisas diferentes. Descobrir novas paixões. Foi engraçado pensar nisso enquanto fazia esse post pro blog day e perceber que realmente, muita coisa que amo hoje eu só descobri por causa do blog!

BLOG DAY: E todo o amor que o blog me trouxe

-Conheci pessoas incríveis
Deixei esse por último por ser o mais especial pra mim, e vou até colocar aqui pra ilustrar uma foto com a Wanila e o Lorram que há mais ou menos um mês atrás vieram aqui em casa me conhecer ❤. Foi uma noite deliciosa, com um hambúrguer delícia que eles fizeram e a cerveja do João que eles vieram experimentar também! Além dos dois, já conheci pessoalmente também a Luanna e a Morgânia e em todos os casos foi muito especial ver ali na minha frente pessoas que antes eram só nomes e fotos atrás das telinhas – e, em todos os casos também, pessoas que eu já considerava infinitamente. Fazer amigos é, sem dúvidas, a parte mais legal de ter um blog. Conhecê-los na vida real é ainda mais legal. Claro, a cada pessoa que risco da minha listinha de “Para conhecer pessoalmente” eu acrescento muitas, né? Agora, diria que estão inclusas aqui a Karina, a Helena, a Thaís, a Lory, a Clara e a Taís… E muitas outras, sem sombra de dúvidas! (Olha eu fazendo quase que a listinha dos meus blogs preferidos pra honrar a história do blog day por aqui…)

P.s.: Se você está ou não nessa listinha e é de BH ou vier dar um passeio por aqui, me conta! quem sabe a gente não sai pra tomar um sorvete e tirar umas fotinhas por aí?

Bom pessoal, isso é só um pouquinho de tudo de lindo que o blog já me ensinou e trouxe pra minha vidinha! Hahahah… Daria pra conversar sobre isso por horas, mas acho que os itens que citei exemplificam muito bem! E você, tem blog há quanto tempo? Concorda com alguma das coisas que eu disse? E fez algum post especial pro blog day também? Me conta!

21 Comentários

21 Comentários em "BLOG DAY e todo o amor que o blog me trouxe"

  1. Adorei seu post <3 Faz bem pouco tempo que criei o blog e já consigo notar diferença de lá pra cá, e realmente aprendi muita coisa. Nos meus primeiros posts de resenha não tirava fotos dos livros porque sempre me dizia que eu não sabia tirar fotos, hoje já vejo que nem tudo tem tanto mistério assim, é só começar que a gente vai ganhando experiência e prática (e isso vale pra muita coisa, porque me ajudou a superar diversos medos, como o de colocar meu nome nele e divulgar hahah)

    [Reply]

  2. Acho que concordo e me identifico com tudo dessa lista. Principalmente conhecer pessoas incríveis e explorar coisas novas.

    Parabéns pelo nosso dia!

    Beijos,
    http://www.gabydahmer.com

    [Reply]

  3. Deise Almeida disse:

    Ai Laura, que depoimento mais lindo! Tão sincero, tão tocante! Eu me apaixonei por suas palavras, e me identifiquei bastante com o que você disse! Eu tive um blog por quase quatro anos, dei uma pausa, e voltei em março deste ano com uma nova perspectiva, por conta disso que você mesma mencionou: mudanças.

    E tem uma coisa que você disse, que também faz parte do meu mundo! Eu sempre gostei muito de compor, de escrever, mas eu tinha muita vergonha de cantar ou de mostrar para alguém! E, confesso que das primeiras vezes eu tinha vergonha só de pensar que algum conhecido poderia estar lendo e julgando haha, nossa eu ficava tensa e com muita expectativa dos comentários, se iriam gostar ou não, ou se me mandariam parar porque não estava legal e por aí vai haha.

    Eu me identifiquei bastante com o seu texto, e eu amei que você o separou por partes 🙂 parabéns pelo blog day, quero te dizer que você manda muito bem aqui no “A Menina da Janela” e espero que você continue assim, continue conquistando tudo de bom!

    Beijos,

    http://www.senhoritadeise.com

    [Reply]

  4. Thaís disse:

    Oi, Laurinha! <3

    Primeiramente, eu te entendo em cada letrinha desse texto, porque eu passei por esses processos também. Principalmente quando você diz que é importante e incrível olhar para trás e perceber a nossa evolução. Hoje achamos nossos textos e posts maravilhosos e isso nos motiva de um jeito que daqui há alguns anos, estaremos melhores ainda. Eu conheci muita gente bacana através do blog também, principalmente pela fase lá de 2010 a 2012. Depois eu me afastei um pouco. A melhor decisão da minha vida foi voltar esse ano! Ou a segunda melhor, porque a primeira foi nunca ter deletado. Eu conheci – mesmo que apenas virtualmente – tanta gente incrível, que dá vontade de pegar um avião e sair pra conhecer todo mundo. Hahahhaa… Fico imensamente feliz do teu crescimento, afinal você começou a blogar tão novinha. E sabe que eu também tive uma fase de leitura compulsiva? Ela durou até eu começar a faculdade, aí já era. 🙁 Mas aos pouquinhos estou voltando com o hábito de ler, nem que seja no ônibus na ida e volta do trabalho.
    Enfim, eu já falei demais! Hahaha. Feliz blog day pra gente e eu amei o post! Um beijo enorme <3

    [Reply]

  5. Liz disse:

    Quanto amor!! Em primeiro lugar, parabéns! <3 é muito lindo ver toda a evolução de alguém na blogosfera, como a gente vai aprendendo, mudando e se adaptando, né?! Que bom que você conseguiu se libertar e divulgar o blog, gosto demais! Beijos, Liz <3

    [Reply]

  6. kamii disse:

    Feliz Blog Day! Adorei seu post, achei super fofurinha! E é dificil mesmo manter o blog nos mesmos assuntos! Eu queria ter deixado de ter vergonha do meu mas não conto pra quase ninguém da vida real! Não escondo mas não conto sabe? hahaha

    [Reply]

  7. Aaah que post mais lindo <3 Eu concordei muito com tudo, até parece que fui eu que escrevi hahaha. Concordo principalmente com o primeiro item, eu sempre fui muito tímida e morria de vergonha que vissem meu blog. Também fico vermelha se alguém chega do nada e diz que viu meu blog hahah mas fico MUITO feliz, e já melhorei demais nisso. Agora saio contando que tenho um blog e já falo pra visitar =) Ah, os blogs nos trazem tantas coisas boas que é impossível não fazer uma lista delas. Também fiz um post parecido lá no blog. Adorei!

    Beijos.

    Letras na Gaveta

    [Reply]

  8. Aaah, que post mais lindo <3 Eu concordo muito com todos os itens, até parece que fui eu que escrevi hahahah. O que mais me identifiquei foi o primeiro, eu sempre fui muito tímida e morria de vergonha que vissem meu blog. Também ainda fico vermelha se alguém chega do nada e diz que viu meu blog, mas fico MUITO feliz. Melhorei muito nisso, agora saio contando pra todo mundo que sou blogueira hahah =) É ótimo ver a nossa evolução e nossos aprendizados. Eu fiz um post super parecido lá no blog! Com tanta coisa boa, é impossível não fazer uma listinha, né? Amei!

    Beijos.

    Letras na Gaveta

    [Reply]

  9. Gislaine disse:

    Sua postagem ficou puro amor! Tenho descoberto – principalmente com o BEDA – que, mais importante que tudo, é o blog ter a sua cara. Não interessa se você fala das coisas mais interessantes ou que mais estão bombando se você não coloca um pouco de você ali – senão fica tudo genérico e igual a qualquer outro lugar! E eu sou de BH! Bora marcar um rolê com as meninas do bloginspira <3
    Paraíso da Leitura

    [Reply]

  10. VANESSA BRUNT disse:

    Lições para a vida! Detalhes que qualquer leitor (sendo ou não blogueiro, produtor de conteúdo…) deve ler e aprofundar em releituras internas. Você é incrível e sempre aborda entrelinhas linda, La. Adorei os detalhamentos, as indicações e as mensagens motivacionais e de mais autoconhecimento que abordou no decorrer!

    http://www.semquases.com

    [Reply]

  11. Kelly Mathies disse:

    O começo é sempre mais complicado. A gente fica com aquele pé atrás e torce pra que ninguém descubra nossos dotes de escritor de gaveta uhaduh. Até hoje ainda morro de vergonha, assim como você. Fico um pimentão e não sei onde me enfiar quando alguém elogia meu blog, mas no fundo rola aquele orgulho de saber que o elogio foi sincero, involuntário ❤❤ É só amor por esse lugarzinho que nos proporciona mil sensações. Parabéns pelo seu cantinho, por sua determinação e pelos aprendizados. O coração cresce com essas coisas, né? É tão bom.

    [Reply]

  12. Carol Rocha disse:

    Ai Laura! Seu blog transborda amor! Tenho que vir aqui mais vezes, porque cada vez que leio um post seu sou inundada por sua delicadeza e leveza. É lindo ver nosso crescimento pessoal através do blog, né? Não tenho tanto tempo de blog quanto você, mas já consigo ver o quanto amadureci e me redescobri através do blog (e tenho uma alegria danada quando lembro que você esteve presente desde o inicinho do meu blog, pois desde sempre você é uma grande inspiração pra mim. Desejo um feliz Blog Day a você, e que continuemos por muito tempo nessa blogosfera linda e cheia de amor. E ó bora marcar mesmo aquele piquenique! Tô doida pra te conhecer pessoalmente e te dar um abração! Beijos!

    [Reply]

  13. Ô Laurinha, amei de paixão o seu post e sinto que aprendi várias coisas em comum com o Declara!
    Também quero bastante te conhecer. Cê sabe que tá convidadíssima, né?
    Venha aqui tomar sorvete e tirar fotos comigo em SP!

    [Reply]

  14. Erika disse:

    Oi Laura, florzinha tudo bem? Não sabia que você estava a tanto tempo no mundo de blogs. Realmente houveram muitas mudanças desde então. Ter um blog nos proporciona coisas lindas, nos ajuda a evoluir como pessoas, nos leva a aprender coisas diferentes e como você disse nos leva a conhecer pessoas incríveis. Conheci algumas blogueiras pessoalmente e essa experiência foi muito boa. Ter um blog é desenvolver um cantinho de amor, compartilhar coisas boas, e fazer parte da vida das pessoas. Gostei muito do seu post! Feliz Blog Day <3 Beijos, Érika ^-^

    [Reply]

  15. Gente, passei batida pelo blog day! Preciso fazer um post sobre isso pra me redimir!!!! :O
    Bjs

    [Reply]

  16. Deise Lima disse:

    Menina, que história linda e que leitura deliciosa de fazer!
    Eu também estudei no CEFET ( aqui em Salvador agora é IFBA) e realmente foi uma loucura conciliar tudo, mas muitas vezes o blog é o lugar que nos acalma da rotina louca, que nos faz sorrir e ter vontade de seguir em frente!
    Já te admiro há um tempo acompanhando suas fotos lindas e suas palavras por aqui, mas foi muito bom saber um pouco mais de você neste especial!
    Aiii e que vontade de conhecer e abraçar esse povo lindo todo de pertinho!
    Um abraço!

    D’Cifrando

    [Reply]

  17. Wanila disse:

    Que bom me ver por aqui! hahaha Fico super feliz por ter te conhecido também <3

    [Reply]

  18. Clara Rocha disse:

    Nossa que post mais delícia de ler. Eu também não tenho vergonha do meu passado e de ver a minha evolução, muito pelo contrário eu gosto demais é ver como eu mudei e como venho amadurecendo cada vez, a vida é assim a gente vai crescendo com o tempo, mudando nossas opiniões, nossos gostos, nosso olhar, nossa forma de agir, nossa forma de ver o mundo, de ouvir música. A beleza da vida está nisso, em mudar. É muito bom. Eu também morro de vergonha quando alguém elogia meu blog, mas eu fico muito feliz sabe ? É bom saber que tem alguém ali do outro lado, que precisa de ajuda e que eu posso de alguma forma ajudar e estamos conectados. É louco pensar que uma pessoa do nordeste está lendo meu blog. ♥ Parabéns pelos 5 anos e meio de internet e blog. E espero que você conheça essas meninas ai que colocou no papel.

    [Reply]

  19. Taís disse:

    que post mais lindo, Laura! E super sincero.. e cheio de carinho. O blog muda a vida da gente sim e pra melhor.. é gostoso ver como crescemos e aprendemos muitas coisa, por isso que eu digo, não é ‘só um blog’, né? ♥
    Amei seu post, ainda mais que você me citou ali porque quer me conhecer, sua linda <3
    Numa proxima ida ao Brasil se eu tiver ali por terras mineiras a gente faz isso acontecer, hein?
    Beijo grande :*

    [Reply]

  20. Quase Damas disse:

    Oi Laura. Eu amei o seu blog.
    Já estou seguindo (e já te tenho no face) haha.
    Sou de BH e estou aguardando para tomar sorvete e tirar fotos.
    (NAYARA)

    http://www.quasedamas.com.br

    [Reply]

  21. Vim aqui comentar sabe, mas antes passei nos bloguinhos que você citou e quase não saio do da Karina haha (jajá volto pra lá). Eu nunca consegui manter um blog na minha infância/adolescência justamente por ter vergonha do que escrevia. Fazia a mesma coisa que você haha escrevia, postava e apagava o histórico. Com o tempo fui melhorando com isso e próximo mês o blog faz um ano. É incrível o quanto a gente aprende, muda, cresce. To bem nostálgica depois desse post lindo <3

    [Reply]