03 10 2016

A vida como ela é

eu

A vida tá meio torta e ainda não consegui me adaptar totalmente a tanta coisa nova por aqui. A sensação é e que Setembro durou 5 anos e meio durante os quais fiquei amarrada em uma maca sem conseguir fazer nada, sem ter controle de nada. Simplesmente passou em câmera lenta rindo e mostrando língua pra mim, como se risse da minha incapacidade de me mover.

Setembro acabou, e com todo fim vem um recomeço, uma nova força – que assim seja com outubro. Reúno minhas forças e acendo minhas velas e minhas rezas pra que o novo venha e pra que eu não tenha tanto medo dele – sim, recentemente me surpreendi com o medo do novo, que eu sempre admirei tanto.

De alguma forma, me surpreendi também com minha conexão comigo mesma e com tudo o que acredito. Talvez eu tenha estado descrente de tudo por tempo demais, enxergando tudo tão desconexo e distante que não sabia o que fazer… me sentia impotente. As vezes a gente precisa de um óculos pra ver com clareza – meus poucos graus e miopia que o digam! – e dessa vez, as páginas de um livro coloriram o mundo de volta. Ainda não consegui terminá-lo. Pra ser honesta, setembro me atropelou de tal forma que não conseguir ler nem mesmo uma página. Mas já tenho em mente algo pra falar sobre ele nesse meu cantinho assim que conseguir chegar ao fim.

Aliás, tenho sentido a algum tempo uma necessidade de falar sobre coisas diferentes por aqui. Não que o blog vá mudar, mas talvez alguns assuntos novos cheguem sim – assim que eu encontrar palavras pra falar sobre eles. É tudo tão delicado e a pessoa que vos fala, ansiosa como é, morre de medo de errar. Então peço paciência, com o tempo as coisas vão se ajeitando.

Por enquanto, fico por aqui e tento prometer que não demorarei pra voltar!

7 Comentários

7 Comentários em "A vida como ela é"

  1. Wanila disse:

    Espero que tudo se ajeite aos pouquinhos <3

    [Reply]

  2. Lau, venha e escreva sem medo, mas se não conseguir, venha com medo. Apenas venha e escreva. Algumas pessoas podem não gostar, mas garanto, que pessoas como eu, estão ansiosas pra isso. E, admito, que adoro teu conteúdo, então sei que gostarei de tudo que está para trazer. Confio em ti e no teu potencial. Ah, e não lide com meu comentário como algo que te obrigue a fazer coisas boas, apenas traga o que deseja, com teu coração e todo teu esforço. Isso será o bastante pra me fazer gostar. E, acredito, que mais pessoas devem pensar como eu.

    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    [Reply]

  3. Agosto e setembro foram meses bem longoooos, mas vai dar tudo certo, venha arrisque escreva sobre o que gosta, mesmo que seja sobre algo completamente diferente. Você tem potencial pra fazer do que for, ótimo.
    jessicalorena.com

    [Reply]

  4. Helena Krauel disse:

    não demora <3

    [Reply]

  5. Thaís disse:

    Oi, Laurinha! Adoro esse teu jeitinho meigo de conversar com teus leitores, tua escrita fácil que nos passa como está se sentindo. Vou adorar ler novos temas por aqui! <3 E espero que Outubro seja melhor para todas nós!
    Um beijo.
    http://www.janeladesorrisos.com

    [Reply]

  6. Mary disse:

    Ainda bem que setembro já foi, e mesmo com tudo que ele te trouxe, que bom que você conseguiu tirar algo bom disso. Eu entendo bem, muito bem , como é essa ansiedade por medo de errar, o medo de não dar certo, das críticas… Mas vou te dizer o que sempre tento dizer a mim mesma nessas horas: vai fundo! Fecha os olhos e vai! Porque ninguém vai viver sua vida por você! Ninguém vai fazer por você aquilo que vc mesma não fizer! E é tão bom, colocar pra fora sentimentos que nos sufocam. Falar com as pessoas. Receber esse carinho lindo que recebemos na blogosfera. Ninguém pode nos privar disso <3

    [Reply]

  7. Te entendo completamente, esse post foi muito intenso pra mim, estou bem sem palavras! Muita força pra você

    [Reply]